A operação das forças de segurança em São João Batista na madrugada desse sábado só não terminou em tragédia porque Deus estava de plantão. Integrantes da PM declararam que não sabiam que a Polícia Civil atuaria contra a quadrilha monitorada pela DEIC e surpreendida ao se preparar para explodir mais um caixa eletrônico naquela cidade. Portando armamento pesado, os bandidos enfrentaram o cerco policial e três deles morreram.

Os policiais militares da pequena guarnição local disseram que foram pegos de surpresa pelo tiroteio, e poderiam ter atirado contra os policiais civis.

Essa descoordenação escancara algumas fragilidades de nossas forças de segurança: elas segregam informações por medo de vazamentos e para não perderem o protagonismo, e  com essa descoordenação colocam vidas em perigo.

Acompanhe as últimas publicações de Cacau Menezes

:: Cada deputado estadual catarinense custou R$ 12,6 milhões em 2016

:: Cidasc esclarece que vem desenvolvendo seu trabalho de fiscalização sem prejuízos

:: Após fim de semana decisivo, reforma da Ponte Hercílio Luz entrará para a história do Estado

 Veja também
 
 Comente essa história