Santa Catarina conquista mais espaço internacional como referência em inovação no segmento de startups. Sete empresas do Estado com esse perfil, seis originárias do programa catarinense Sinapse da Inovação e todas ligadas à Fundação Certi, estão entre as oito brasileiras classificadas para o programa de aceleração de startups AdMaCom (Advanced Material Competition)de Berlim. A outra brasileira é de Pernambuco. Elas integram grupo de 38 startups de diversos países que farão um programa de aceleração de seis semanas lançado pela rede internacional INAM (Innovation Network for Advanced Materials).

Acompanhe as publicações de Estela Benetti

As catarinenses contempladas são a Due Laser, PackID Soluções em Tecnologia, Bia Technology, Nanoscoping, ADNano, LuxEnterprise e Pensys. As seis primeiras já foram contempladas pelo Sinapse de Inovação e a última é incubada do Celta. O programa vai reunir equipes corporativas, empresas nascentes, pesquisadores e mentores para trabalharem juntos. Vão receber treinamentos, orientações para negócios e tecnologias para desenvolver produtos e soluções inovadoras. Cada uma das 20 melhores colocadas vai ganhar 50 mil euros em dinheiro e serviços para aprimorar seus negócios.
Da lista total de startups aprovadas, 13 são da Alemanha, oito do Brasil, quatro da Inglaterra, três dos EUA, dois da Itália, dois da Espanha, dois da Índia, um de Ruanda, um de Israel, um da Noruega e um da Costa do Marfim.

Leia as últimas notícias no Diário Catarinense

 Veja também
 
 Comente essa história