Importante indicador de crescimento da economia, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) voltou a ultrapassar a barreira dos 50 pontos este mês após 10 trimestres negativos. Em Santa Catarina, a Federação das Indústrias (Fiesc) ouviu 207 empresários de 1 a 11 de agosto e registrou 51,1 pontos após índice abaixo de 50 desde janeiro de 2014. No Brasil, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) apurou 51,5 pontos, com 4,2 a mais do que o mês anterior após resultado abaixo de 50 desde março de 2014. 

Acompanhe as publicações de Estela Benetti

A pontuação vai de 0 a 100, acima de 50 significa confiança na economia e abaixo, falta de confiança. O índice é composto com base nas opiniões de industriais sobre as condições atuais da economia e perspectivas para os próximos meses. Sobre as condições atuais, os empresários do Estado disseram que ainda não são satisfatórias, registrando 44,8 pontos. As expectativas futuras são melhores, chegaram em agosto 54,3 pontos. O otimismo da construção civil passou de 42,5 pontos em julho para 48 em agosto. No caso da indústria de transformação, subiu de 47,6 para 51,7 pontos.O índice apurado nessa pesquisa está em sintonia com outros indicadores. 

A indústria está se recuperando antes de outros setores porque no primeiro semestre os dados da produção industrial frente aos meses imediatamente anteriores foram positivos em cinco dos seis meses. Informações setoriais também refletem retomada após 10 trimestres de recessão (segundo o índice do Banco Central, o IBC-BR). A indústria de autopeças de SC registra maiores pedidos para o segundo semestre e empresas que atuam com imóveis de luxo informam que voltaram a ser procurados por consumidores.

Leia as últimas notícias do Diário Catarinense  

 Veja também
 
 Comente essa história