Indústria vende mais, mas cai frente ao ano passado Diego Vara/Agencia RBS

Foto: Diego Vara / Agencia RBS

As vendas da indústria catarinense em fevereiro tiveram boa performance na comparação com o mês anterior, janeiro, quando registraram crescimento real de 6,14%, bem acima da média do Brasil que ficou em 0,4%. Mas frente ao mesmo mês do ano passado, teve redução de 5,01%.  Diversificada e exportadora, a indústria do Estado teve um melhor desempenho em todos indicadores. No caso de massa salarial, a de SC cresceu 2,58% em fevereiro e a do Brasil caiu 0,7%, o pessoal empregado na produção cresceu 1,15% em SC e 0,4% no país. O levantamento foi feito pela Federação das Indústrias do Estado (Fiesc) junto a mais de 100 empresas. Na comparação com fevereiro do ano anterior, a remuneração da indústria de SC (massa salarial) caiu 7,3%,  o número de pessoas empregadas na produção recuou 3,55% e as horas trabalhadas tiveram retração de 4,22%. 

No meio deste sobe e desce, alguns setores se destacaram na alta. Foi o caso de confecções de vestuário e acessórios, que cresceu 50,9% em faturamento, 24,75% nas horas trabalhadas, 14,49% em massa salarial e 10,15% no uso da capacidade instalada. Esse resultado está ligado à produção da coleção de inverno e menor importação pelo varejo brasileiro. O setor de equipamentos de informática e produtos eletrônicos cresceu 28,5% em fevereiro, com alta de 15,28% nas horas trabalhadas. Na outra ponta, quem registrou maior retração foi o setor de bebidas, com queda de 23% no faturamento.

Acompanhe as publicações de Estela Benetti


De olho no futuro do gás natural, autoridades vêm a Capital para evento internacional

 Veja também
 
 Comente essa história