O visionário Dr. Thales Brognoli Alvarélio Kurossu/Agencia RBS

Foto: Alvarélio Kurossu / Agencia RBS

Com trabalho, credibilidade e um toque de artista, o Dr. Thales Brognoli fundou a maior imobiliária do Brasil numa mesma região metropolitana, a Brognoli Negócios Imobiliários, que administra cerca de 8 mil imóveis em Florianópolis, São José, Palhoça e Biguaçu. Ele faleceu quarta-feira à noite, aos 89 anos, em função de complicações renais. Foi sepultado quinta, no cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis. Deixa a esposa Thereza, oito filhos, 16 netos e seis bisnetos.  

Numa entrevista que me concedeu em 2011, explicou as razões do êxito da empresa. 

- Acredito que o que faz o crescimento da nossa empresa é o que faz o crescimento de todas. É administrar com honestidade, prestar contas com clareza para ter a confiança dos clientes. Não é só dinheiro, lidamos com os sentimentos das pessoas – afirmou o Dr. Thales.

Seu filho Marcelo Brognoli, que preside a companhia, avalia que a empresa chegou a essa liderança devido à dedicação do pai, que conquistou a confiança do mercado com ética nos negócios. Advogado inovador, o empreendedor tinha orgulho de ter feito a 1ª ação de despejo de SC. 

Marcelo e sua filha Anaía lembram também do lado artístico do pai e avô. Ele pintava, esculpia e participava de grupos de artistas. Outra decisão de vanguarda do Dr. Thales foi optar por uma contadora para atender a empresa. Em 1978 ele contratou a Koesil Contabilidade, da então jovem empresária Nadir Koerich, que presta serviço até hoje à Brognoli. 

Orgânicos
Um dos destaques da Exposuper, que se encerrou quinta, em Joinville, na Expoville, foi a alimentação orgânica. A coordenadora de marketing do Hippo, Giselle Schmitz, apresentou o projeto da horta orgânica da rede, que difunde o conceito de eco-sustentabilidade em plantios numa área de 30 mil metros quadrados na Pedra Branca, em Palhoça.

EUA suspendem carnes
Os Estados Unidos anunciaram ontem a suspensão de importação de carnes in natura do Brasil. O mercado tinha sido aberto há pouco tempo. Antes, comprava apenas carne enlatada. A princípio, a medida não atinge carne suína congelada, que a Aurora vem exportando ao país. O cancelamento ocorreu porque cerca de 10% das amostras têm problemas, enquanto o normal é 1%. A medida pode levar outros mercados a fazer o mesmo.

Acompanhe as publicações de Estela Benetti

 Veja também
 
 Comente essa história