Big Brother nos ônibus  de Florianópolis Consórcio Fenix/divulgação

Foto: Consórcio Fenix / divulgação

Mais de mil câmeras de monitoramento vigiam o movimento de passageiros, motoristas e cobradores de ônibus do Consórcio Fênix, de Florianópolis. São quatro câmeras em cada um dos 270 veículos das empresas Canasvieiras, Emflotur, Estrela, Insular e Transol. O Centro de Comando e Operações (CCO) do sistema faz acompanhamento em tempo real das imagens, que também são gravadas. 

O sistema de tecnologia de monitoramento escolhido foi o da empresa catarinense Intelbras, que atendeu a todas exigências. O objetivo é um transporte mais inteligente, sustentável e seguro. Com matriz e duas fábricas em São José, na Grande Florianópolis, uma em Santa Rita do Sapucaí (MG) e outra em Manaus (AM), a Intelbras é líder nacional em gerenciamento de imagens.  

Novo porto
A assessoria da prefeitura de São Francisco do Sul explicou que o prefeito Renato Lobo requereu a suspensão da audiência pública da última quinta-feira, que avaliava os aspectos ambientais do projeto do Porto Brasil Sul, para garantir que as cerca de 300 pessoas que estavam do lado de fora do local do evento pudessem ter acesso às informações que seriam prestadas. 

 —  Se uma audiência pública é um instrumento de participação popular garantido pela Constituição Federal, nada mais justo do que todas as pessoas interessadas pudessem participar - relatou o prefeito em resposta às notas desta coluna na edição do final de semana, que ficaram sem a versão de Lobo porque não houve atendimento das chamadas no telefone da prefeitura.

Ambiental
Na comunicação, a assessoria do prefeito Renato Lobo diz que o texto da coluna ignora a questão ambiental que tem sido levantada pelo político em suas falas. Argumenta que Lobo não é contra o desenvolvimento econômico e nenhum empreendimento portuário, desde que seja de forma sustentável. 

 — Por ser francisquense e viver sua vida inteira na cidade, o prefeito conhece muito bem São Francisco do Sul e sabe do grave impacto ambiental existente na construção do referido empreendimento que pode gerar graves consequências sociais – diz a nota. 

Na abordagem que fiz no último sábado na coluna, só questionei a forma de suspensão da audiência. É claro que o meio ambiente deve ser preservado. 

Criativo e sustentável
Produtos e obras de arte feitos com sustentabilidade são o ponto forte de uma mostra que acontece há 11 anos em Joinville e se transformou no Festival (IN) Consciente Coletivo. A próxima edição será nos dias 30 de setembro e 1º de outubro. A iniciativa se consolida como um dos maiores eventos de economia criativa do Estado.   

Acompanhe as publicações de Estela Benetti

"Temos dois polos de revestimentos cerâmicos em regiões estratégicas", diz diretor de empresa do Sul de SC

Negócios de SC com Argentina melhoram 

Plataforma voluntária Atados faz mutirão pela sustentabilidade no Sul da Ilha de SC


 Veja também
 
 Comente essa história