Quatro eventos debatem Lixo Zero e sustentabilidade Edu cavalcanti/Agencia RBS

Foto: Edu cavalcanti / Agencia RBS

Cada vez mais relevante, o tema sustentabilidade integra a agenda de públicos influentes nos próximos dias, com quatro eventos na Grande Florianópolis que terão palestrantes brasileiros e estrangeiros. Com empresas que se tornaram referência mundial na prática do lixo zero como os supermercados Angeloni e Hippo, a Associação Catarinense de Supermercados (Acats) realiza segunda-feira, na sede da Fecomércio SC, o VII Fórum Internacional Lixo Zero.

Nesta sexta começa na Pedra Branca, em Palhoça, o Encontro Internacional da Juventude Lixo Zero e vai até domingo, com a participação de 400 pessoas e palestras internacionais. A Universidade do Estado de SC (Udesc) inicia segunda e encerra sexta a sua Semana Lixo Zero, que envolverá os 12 centros de ensino da instituição no Estado. E na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) acontece segunda-feira o 2º Planeta.Doc, conferência a partir das 14h com o tema Bens comuns, lixo zero e cidades humanas. 

Houve sintonia em convites de personalidades sobre o assunto, como é o caso da jovem Tia Kansara, do Reino Unido, que ganhou projeção internacional falando sobre cidades sustentáveis na ONU e como consultora de governos. Ela fará palestra nos quatro eventos catarinenses nesta que será sua primeira visita ao Brasil. Outros palestrantes também falarão em mais de um desses eventos, difundindo informações para diferentes públicos sobre as vantagens da sustentabilidade.  

Iniciado há sete anos, o programa Lixo Zero da Acats é considerado pioneiro no mundo por iniciativa de uma entidade empresarial setorial. Hoje, 40 lojas do Estado participam e desenvolvem atividades com base nas orientações do Programa Supermercado Lixo Zero Acats. Segundo a entidade, a região mais avançada nesse programa é a Grande Florianópolis, onde são geradas cerca de 17,5 mil toneladas/mês de resíduos. As redes Angeloni e Hippo se destacam internacionalmente porque investiram alto no lixo zero e hoje encaminham 97% dos resíduos a uma destinação correta, o que é considerada a melhor média mundial. Os ganhos não se limitam às empresas, mas beneficiam toda a população. Essas atividades nas lojas geraram mais de 200 empregos diretos, segundo balanço social recente da Acats. 

29% dos lojistas vão contratar temporários
Setor econômico de Santa Catarina que registra as maiores altas de receita em 2017, inclusive com liderança nacional, o varejo está otimista e já planeja resultados melhores para o final do ano, com contratação de trabalhadores temporários. Pesquisa feita pela Federação das CDLs do Estado (FCDL/SC) apurou que 28,9% dos lojistas já decidiram que vão contratar pessoas para fortalecer o atendimento de fim de ano e 15,4% estudam essa possibilidade. 

Dia da Criança
A mesma pesquisa apurou que 86,5% registraram vendas maiores ou iguais ao ano passado para o Dia da Criança. Os números do SPC-SC mostraram que as vendas por crediário cresceram 3,82% no período em comparação comas as mesmas semanas do ano passado. Os itens mais procurados foram vestuário, calçados e brinquedos. O tiket médio alcançou R$ 170,24. A pesquisa envolveu 400 empresas situadas nas 20 maiores cidades catarinenses. 

GPS Rural melhora segurança
A implantação de um sistema de segurança para o campo de Chapecó surpreendeu nos resultados positivos. O GPS Rural, que passou a funcionar no início deste ano, reduziu em 70% a criminalidade no campo, conforme dados apurados pela Polícia Militar. Segundo Luiz Augusto Gemelli (foto), presidente da Sociedade Amigos de Chapecó (Sach), entidade que liderou a implantação da nova tecnologia, além da polícia, está sendo possível integrar também os serviços públicos de bombeiros e Samu, melhorando a qualidade de vida no meio rural, assim, há uma redução da migração. 

- Contratamos uma empresa de tecnologia para fazer o GPS Rural. Ela fez o mapeamento de todas as propriedades por números, das estradas oficiais e rotas de fuga. Qualquer ocorrência, o agricultor comunica e o atendimento vai mais rápido – explica Gemelli, ao destacar que outras regiões do Estado também estão interessadas no modelo. 

Transportes
A Federação das Empresas de Transporte e Logística de Santa Catarina (Fetrancesc) comemora 30 anos de atividades com evento sexta-feira à noite, no espaço de eventos do hotel Cambirela, na Capital. A atual gestão, de Ari Rabaiolli, tem entre as prioridades a segurança e a qualificação dos profissionais do setor. 

Acompanhe as publicações de Estela Benetti

Catarinenses participam da WorldSkills, principal competição mundial de ensino técnico

Gastos do Estado com folha de pagamento seguem no limite

Como o programa Sinapse projeta a inovação de Santa Catarina 

 Veja também
 
 Comente essa história