Custo de vida menor pode ajudar a atrair mais turistas argentinos Betina Humeres/Agencia RBS

Praias de Florianópolis são um dos locais mais visitados pelos turistas argentinos

Foto: Betina Humeres / Agencia RBS

A expectativa é de que Santa Catarina receba cerca de 1,5 milhão de turistas argentinos nesta temporada. O que pesa na decisão de viajar para o Brasil é o custo de vida menor por aqui. O jornal O Clarín divulgou reportagem informando que os preços de hospedagem e alimentação em Florianópolis estão os mesmos ou até mais baixos do que na temporada passada, o que agrada. Afinal, o custo de vida na Argentina segue alto, o que assusta os brasileiros. Um turista de SC se assustou com o preço do litro de leite por lá este ano: cerca de R$ 12 nos supermercados. 

11% mais no turismo

É claro que o desempenho do setor turístico no Brasil registra altos e baixos dependendo da região. Mas o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, informa que em média, as empresas de turismo tiveram crescimento de 4,5% no país. Isso é acima da média do crescimento nacional. Ele também destaca que a projeção para o primeiro trimestre de 2018 é de crescimento de 11% no setor. 

IPTU por aplicativo

A prefeitura de Rio do Sul coloca em operação esta semana o primeiro aplicativo integrado ao sistema de gestão de prefeituras do Brasil. Denominado Atende.Net App, ele permite emitir carnês de IPTU, consultar débitos, solicitar conserto de buracos de rua, enviar fotos, ver se há medicamentos nos postos e agendar consultas em postos de saúde. O aplicativo foi desenvolvido pela IPM Sistemas, de Rio do Sul, uma das maiores empresas do país em software para prefeituras. É a tecnologia melhorando a gestão pública.  

Inovação com a Itália

 Coluna Estela 19-12-2017: Comitiva italiana visita empresa de tecnologia SoftplanCredito: Softplan, divulgaçãoA Softplan recebeu hoje uma comitiva italiana com representantes do governo, empresários e pesquisadores. Eles tem interesse iniciar aqui em Florianópolis um Joint Lab, um conjunto de laboratórios de pesquisa e empresas que trabalham de forma integrada. Automação, big data e computação em nuvem são exemplos de assuntos que podem ser estudados, segundo eles.
Foto: Softplan / Divulgação

Comitiva italiana da região Emiglia Romana, da Universidade de Bologna, que visita Santa Catarina, têm agenda voltada à tecnologia esta semana em Florianópolis. São representantes do governo, empresários e pesquisadores. Um dos planos dos italianos é constituir um joint lab, conjunto de laboratórios de pesquisa e empresas para trabalhar de forma integrada. Ontem, eles estiveram no Sapiens Parque e visitaram a Softplan, uma das maiores empresas desenvolvedoras de sistemas de Santa Catarina. O grupo foi recebido por dois dos três sócios-diretores e fundadores da companhia, Moacir Marafon e Ilson Stabile. Hoje, os italianos visitam a Incubadora Celta e a Fapesc. Amanhã, estarão na Udesc. Entre as prioridades, parcerias nas áreas de indústria 4.0, tecnologia para nuvem e cidades inteligentes. 

Urbanismo e arte

Considerada referência em urbanismo no país, a Cidade Pedra Branca, em Palhoça, vai além nas suas atrações. O novo passo é a instalação de arte a céu aberto. O empresário Valério Gomes, presidente do conselho da cidade, conta que após seis meses expostas no Lugar das Artes, novo espaço cultural local, as 22 obras da exposição Tarot Pedra Branca, do renomado artista Rodrigo de Haro, serão distribuídas em pontos estratégicos da cidade. 

Acompanhe as publicações de Estela Benetti

Leia também: 

 Indústria está otimista para 2018, mas riscos políticos preocupam 

 Empresa catarinense desenvolve sistema de recarga rápida para veículos elétricos

 Cade multa associação de centros atacadistas de Indaial


 Veja também
 
 Comente essa história