Esperidião Amin envia nota explicando seus motivos por votar contra a Reforma Trabalhista Pedro França/Divulgação

Foto: Pedro França / Divulgação

Do deputado Esperidião Amin (PP): 

"A propósito de sua nota Jurassic Park, permito-me ponderar:

1. Meu voto contra a reforma trabalhista decorreu da extensão exagerada que o texto passou a ter, abrangendo 117 tópicos;

2. Votei a favor do item relativo à extinção da contribuição sindical obrigatória (na verdade, um imposto sindical, sem prestação de contas);

3. Votei a favor da existência e do respeito à súmula vinculante, o mais eficaz instrumento que conheço para reduzir o exagerado número de ações que sufocam o direito e a sociedade. A existência de súmulas equivocadas não justifica o que o projeto JURASSICAMENTE propõe.

Quanto à terceirização, sou contra permitir terceirizar atividade-fim, o que, penso, será objeto de longa controvérsia judicial. Seria como terceirizar a atividade do professor numa escola, pública ou privada; o a de jornalista, num veículo de comunicação...

Peço desculpas por decepcionar eleitores nesses pontos. Faço força para não os decepcionar em questões morais. 

Cordialmente 

Esperidião Amin."

Justiça 10
Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Torres Marques, determinou em memorando que o expediente desta sexta, em todos os órgãos do Poder Judiciário, fosse normal.  Servidores que faltassem ao trabalho sem motivo de saúde teriam o corte do ponto nos quatro dias do feriadão. Resultado: tudo funcionou normalmente, cidadãos atendidos, audiências realizadas e magistrados de plantão.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Empresária da centenária Fábrica de Bordados Hoepcke recebe homenagem da Fiesc

Ou faz as reformas ou leva o Brasil para o caos econômico e social

OAB-SC rejeita impugnação de Alex Santore e elege lista sêxtupla para TJ-SC


 Veja também
 
 Comente essa história