Sucesso em operação da Deic é uma resposta cirúrgica para o problema da segurança Divulgação/Deic

Foto: Divulgação / Deic

Uma operação que está a merecer o apoio e os aplausos da população de Santa Catarina, esta realizada pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), em parceria com a Divisão de Repressão ao Crime Organizado, ambas da Secretaria de Segurança Pública. No primeiro dia da surpreendente intervenção policial foram cumpridos 91 mandados de prisão dos 112 autorizados pela Justiça Estadual e outros 40 mandados de busca e apreensão.

Um plano bem idealizado, muito bem montado e executado com profissionalismo e competência. Não houve qualquer vazamento e o sucesso das medidas adotadas é a primeira resposta que fertiliza na sociedade a esperança de combate e redução efetiva das facções criminosas que tem gerado insegurança em várias regiões do Estado.

Informam as autoridades que foi a maior operação realizada pela Deic, superando inclusive, aquelas executadas após os atentados anos atrás.  

Vale ressaltar – e com ênfase – que esta operação resulta de uma histórica convergência dos setores de inteligência, na identificação dos criminosos e locais de atuação e, sobretudo, dos órgãos da segurança pública. Trabalharam com o mesmo objetivo: a Policia Civil, o sistema prisional, o Ministério Público, a Justiça Estadual, todos no firme e indispensável combate à assustadora criminalidade que avança na Capital e outras cidades catarinenses.

Agir sem dar tréguas às facções criminosas e à bandidagem. A sociedade precisa prestigiar, para fortalecer, as ações da Policia Militar, da Polícia Civil e de todos os órgãos de segurança. E o Congresso que trate logo de mudar esta legislação que só incentiva a impunidade.

Joinville
Pronunciamento contundente a favor de duro combate ao tráfico de drogas foi feito da tribuna pelo deputado Kennedy Nunes (PSD). Denunciou que em Joinville as facções criminosas marcam território com muito sangue. Bateu firme: "Quem fuma maconha ou cheira cocaína está financiando o tráfico de drogas e aumentando os índices de criminalidade". Pediu um basta no "Policia prende e Justiça solta".

Lei do Abuso
A Associação dos Magistrados Catarinenses e a Associação dos Juízes Federais de Santa Catarina fazem campanha no Estado e em Brasilia contra o Projeto 280/16, a Lei de Abuso de Autoridade. Há mobilização de magistrados e membros do Ministério Público no Senado, apontando vários itens que implicarão em restrições à independência do Poder Judiciário. Poderá travar, também, as investigações da Lava-Jato.

Advogados
O presidente do Conselho Estadual da OAB, Paulo Brincas, emitiu nota oficial esclarecendo que na eleição da lista sêxtupla de advogados para nomeação do novo desembargador do Tribunal de Justiça será feita de forma soberana.  Classificou de "descabida a suposição de ingerência externa",  mencionada nas redes sociais por vários advogados. Enfatiza que não haverá interesses partidários ou políticos na eleição dos seis nomes.

Prefeito cassado
Com registro deferido pelo TRE catarinense, o prefeito eleito de Abelardo Luz, Nerci Santin, do PMDB, foi cassado na análise de recurso pelo Tribunal Superior Eleitoral. O STF decidiu agora manter a cassação. O relator, ministro Luiz Edson Fachin, determinou a realização de novas eleições. A cassação do registro foi requerida candidato derrotado, Sérgio Dalben (PSD), através do advogado Marlon Bertol.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Conselho da OAB-SC vai ouvir advogados inscritos para vaga de novo desembargador do TJ-SC

Ministro do Turismo promete campanha de divulgação com tema "O sul é o meu destino" 

Merísio refuta delatores da Odebrecht

 DC Recomenda
 
 Comente essa história