PSDB pretende disputar eleições de 2018 com chapa pura em SC Nelson Jr/Asics/TSE

Foto: Nelson Jr/Asics / TSE

O comando estadual do PSDB decidiu botar o bloco na rua com a disposição de dar mais projeção às principais lideranças e o firme propósito de disputar as eleições majoritárias de 2018 até com chapa pura.

Durante reunião com a cúpula, os tucanos fizeram uma longa avaliação sobre o desempenho eleitoral, desde 2002. Fixaram-se nos números de 2016, quando o PSDB registrou o maior crescimento em Santa Catarina, passando a se constituir na terceira força partidária. Pela análise, em termos de população abrangida, o PMDB é o maior partido (governa municípios que totalizam 2,4 milhões de habitantes), seguido do PSD (1,4 milhão de pessoas), o PSDB (1,3 milhão) e o PP, mais distante (680 mil habitantes).

O presidente estadual Marcos Vieira projeta que entre os quatro maiores partidos, apenas o PSDB tem hoje lideranças regionais para formar uma chapa dentro da geopolítica estadual: Paulo Bauer, representando o Norte e Nordeste; Marcos Vieirapela Grande Florianópolis e Oeste; Napoleão Bernardes, pelo Vale do Itajaí; e Clésio Salvaro, pela região Sul. As demais regiões poderiam indicar os quatro suplentes ao Senado.

O partido incentivará a renovação de candidaturas, agilizará a organização regional para evitar que corra o risco de 2014. Se o PP tivesse selado aliança com o PMDB, a candidatura Paulo Bauer teria ficado isolada. Não alcançaria a votação e o desempenho político que teve com o PP e o PSB, aliados só na véspera do prazo fatal das convenções.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Procurador Norival Engel é o novo desembargador do TJ-SC

Estudo técnico conclui que projeto do Plano Diretor de Florianópolis é confuso 

Cúpula catarinense do PSDB reúne-se para avaliar conjuntura política

 Veja também
 
 Comente essa história