A revista Veja, principal revista semanal brasileira de informação e a mais prestigiada das publicações da Editora Abril, deu tratamento editorial à prisão e morte do reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, reitor da Universidade Federa de Santa Catarina.

Um texto primoroso, com seis páginas sem propaganda, recheado de novas informações sobre a brutal injustiça cometida contra o reitor e outros professores da Ufsc, é assinado por dois premiados profissionais: Mônica Weinberg, chefe da sucursal da revista no Rio, e o editor Thiago Prado, também com atuação no Rio.

Com uma foto de quase meia página ilustrando a "Carta ao Leitor", a Veja destaca "Os erros e a tragédia".  E questiona a atuação da Policia Federal, do Ministério Público Federal e da Justiça Federal no trágico episódio.

A reportagem ganhou chamada de capa da revista. No alto da página destaca-se: "A crônica de um suicídio- os erros de investigação que humilharam o reitor da Ufsc."

Na próxima terça-feira completam-se dois meses da prisão do reitor Cancellier sem que as três instituições públicas tenham prestado qualquer informação adicional ou esclarecimento público sobre os fatos que provocaram.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira


 Veja também
 
 Comente essa história