Mauro Passos, do Instituto Ideal, recebeu ontem (21) pela manhã um grupo de Bom Jardim da Serra, onde está o maior parque eólico de Santa Catarina. Foram reclamar do quadro de quase abandono da estrutura gigantesca montada por lá. As 60 torres da usina têm 93 megawatts de potência instalada, mas o aproveitamento seria de 32%, o que significa poder iluminar um município de cerca de 200 mil habitantes. O problema é que apenas 18 torres, cada qual com 140 metros, ainda estão em operação. Um escândalo se for considerado todo o dinheiro ali investido. Passos pretende levar o caso para análise da Assembleia Legislativa e da Aneel.

Leia as últimas notícias

 Veja também
 
 Comente essa história