Decreto em Florianópolis restringe locais de embarque e desembarque em ônibus de turismo Marco Favero/Agencia RBS

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Decreto da prefeitura de Florianópolis que permite embarque e desembarque de passageiros de ônibus de turismo somente nos terminais Rita Maria, Cidade de Florianópolis, Ticen e locais de hospedagem revoltou os empresários do setor. Além do inconveniente aos visitantes, que gastarão mais para se locomover, argumentam que um ônibus cheio significa menos 18 carros nas ruas da cidade. "Em tempos de tanta discussão em torno da mobilidade urbana, é um tiro no pé do nosso turismo ao apagar das luzes de 2016", afirma Nilton Pacheco, presidente do sindicato patronal da categoria (Sinfrettusc).

Ducha na praia
As praias de Florianópolis, enfim, vão contar com chuveiros públicos nesta temporada. Desde esta quinta, 51 duchas começaram a ser instaladas em 17 localidades. Em Ingleses, o equipamento terá a forma de uma chopeira gigante e já estará funcionando no fim de semana. As duchas instaladas na Capital são de dois modelos. Um tradicional e outro, produzido artesanalmente em fibra de vidro, em forma de coqueiro. Toda a ação tem apoio da Brasil Kirin, empresa que venceu a licitação para a temporada.

Linha cruzada
O médico Theo Fernando Bub, presidente da Unimed Grande Florianópolis, reafirmou nesta quinta à CBN Diário que as negociações para a venda do hospital da cooperativa em São José ao governo do Estado estão avançadas. Além disso, outros dois investidores teriam manifestado interesse na aquisição, aprovada em assembleia extraordinária dos médicos na quarta-feira. O problema é que dentro do Grupo Gestor do governo do Estado, onde realmente se define os investimentos do Executivo, o negócio nem sequer foi discutido.

Aliás
Além de secretários influentes de Colombo serem contra a negociação por considera-la muito onerosa aos cofres públicos, há quem veja uma tentativa da Unimed de resolver logo o problema da sua dívida de R$ 135 milhões com a divulgação deste acordo. Logo, apesar da vontade da cooperativa passar adiante o hospital para botar as contas em dia, o desfecho está longe do fim.

Fôlego
Após uma sucessão de tensões no Congresso Nacional, o presidente da Associação Catarinense do Ministério Público (ACMP), Promotor Luciano Naschenweng, comemora uma retomada de fôlego - ainda que temporária - ao MP. O Ministro do STF Luiz Fux deferiu liminar determinando que o PL sobre as "10 medidas de combate à corrupção" reinicie o trâmite na Câmara. Ele alega desvirtuamento da proposta e desrespeito ao regimento interno da Casa.

Acompanhe as últimas publicações de Rafael Martini 

Morte de Dom Paulo é ignorada pelos três poderes de SC

Obra de Cobra Coral com 30 metros é montada em Florianópolis

Gean Loureiro fará discurso de coração aberto sobre vida pública nesta quinta

 Veja também
 
 Comente essa história