Praça dos três poderes em Florianópolis está abandonada Felipe Carneiro/Agencia RBS

Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

A Tancredo Neves, também conhecida como Praça dos Três poderes, no coração de Florianópolis, está totalmente abandonada, tomada pelo mato, sujeira e consumo de crack a qualquer hora do dia ou da noite. Muita gente nem sequer arrisca mais cruzar a pé aquele trecho, seja em direção à Prainha ou à Avenida Hercílio Luz. Todos têm medo. A referência ao Executivo, Legislativo e Judiciário surgiu na época em que o Centro Administrativo do governo ali também funcionava, antes da mudança para a SC-401. Mas do outro lado da área nobre, as sedes da Assembleia Legislativa e do Tribunal de Justiça de SC seguem nos mesmos endereços. A manutenção é responsabilidade da prefeitura, mas bem que deputados e desembargadores poderiam unir esforços por um projeto de ocupação e revitalização social da praça, além da óbvia defesa da abertura de mais vagas para estacionamento.

Dever de casa
Valter Gallina, presidente da Casan, foi visitar nesta terça a nova central de atendimento da companhia na Rua Saldanha Marinho, no Centro de Florianópolis. Satisfeito com os resultados durante a temporada sem sobressaltos nos casos de poluição das praias e com abastecimento de água garantido no auge do calorão, agora quer botar o pé no acelerador nos investimentos em rede de esgoto em 2017.

Em campanha
Deputado Mauro Mariani e senador Dário Berger, ambos do PMDB, jantaram com casal Ronério e Dirce Heiderscheidet, segunda à noite, em Palhoça. Falaram a um grupo de grupo de 40 pessoas sobre cenário nacional e a intenção do partido em ter candidato próprio ao governo do Estado em 2018.

Bicho pegou
Prefeito de Juliano Duarte, de Governador Celso Ramos, envia à coluna uma série de relatos, fotos e vídeos em que nega ter sido o responsável pelo início do imbróglio com as entidades defensoras dos animais. Diz que trabalha somente para que se cumpra o que determina a legislação e diz ter trabalhado para que se evite excessos contra os cachorros. Vai longe o caso.

Acompanhe as últimas publicações de Rafael Martini 

Com alta no desemprego, profissionais disputam vagas de estágio

IGP divulga números de 2016

Greve em Florianópolis: ceder não é fraqueza, é questão de bom senso

 Veja também
 
 Comente essa história