Berbigão do Boca irá abrir novamente o Carnaval de Florianópolis em 2018 Betina Humeres/Especial/Agencia RBS

Foto: Betina Humeres/Especial / Agencia RBS

A diretoria do Berbigão do Boca e a Secretaria de Turismo acertaram a retomada da parceria para a realização da festa que abre oficialmente o Carnaval de Florianópolis. Será dia 2 de fevereiro de 2018. Assim, a parceria de 25 anos com a prefeitura será retomada, e a cidade não ficará orfã do evento que já faz parte do calendário da Capital. Para viabilizar financeiramente, a diretoria deverá buscar patrocínios junto à iniciativa privada, restando ao município o fornecimento da infraestrutura física. Um belo exemplo de que planejamento faz toda a diferença, até no Carnaval.

Enquanto isso...
O artista manezinho Alan Cardoso já está concluindo o boneco que homenageará Mauricio Amorim, somando-se aos outros 38 bonecos já existentes. Pelo menos outros três nomes estão na fila pra ganhar também uma versão tamanho gigante. Um deles é Carlos Alberto, mais conhecido como o homem do chifre, que morreu recentemente. Seria, sem dúvida, uma bela lembrança a um dos personagens marcantes da região do Mercado.

Fundo do canal
Diogo Laureano, da Costa da Lagoa, realiza nesta terça-feira cedinho uma operação para afundar sua embarcação e poder passar debaixo da ponte do canal da Barra para seguir em direção ao mar aberto. O trabalho de preparação dura vários dias e já foi retratado pelo jornal Hora de Santa Catarina. Parece história de pescador, mas não é. Trata-se apenas do descaso com que as autoridades responsáveis, em especial a Justiça Federal e o Estado, têm tratado a novela da construção da nova ponte. 

Combate ao vírus
O paciente que busca atendimento após eventual exposição ao vírus HIV por relação sexual sem proteção deve, a partir de agora, procurar diretamente os centros de Saúde de Florianópolis. O serviço antes prestado pelo Hospital Nereu Ramos agora será assumido pelo município. Já nos casos de violência sexual o protocolo de atendimento não foi alterado: crianças até 15 anos devem ser encaminhadas ao Hospital Infantil Joana de Gusmão ou Emergência Pediátrica do Hospital Universitário (HU). Acima dessa idade devem ser encaminhadas para Maternidade Carmela Dutra ou Hospital Universitário (HU). No Nereu eram, em média, 70 pacientes por mês. 

Acompanhe as últimas publicações de Rafael Martini

Prefeitura de Florianópolis desconta previdência, mas não repassa para o instituto 

Reunião em Brasília discute regulamentação de cassinos no país 

Despoluição da Beira-Mar Norte passa por conter poluição de canais de drenagem

 Veja também
 
 Comente essa história