Alunos de Fonoaudiologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) reclamam que falta professores no curso, o que impacta na sobrecarga de profissionais e no atendimento à comunidade. As informações são da RBS TV

Segundo a reitoria da universidade, esse não é um problema exclusivo desse curso e 25 novas vagas para professores devem ser abertas no segundo semestre, sendo três para Fonoaudiologia. Em entrevista ao repórter Naim Campos da RBS TV, o pró-reitor da graduação da UFSC, Alexandre Marino, afirma que cursos em implantação também necessitam de novas vagas. 

— Nós aguardamos posicionamento do MEC para que possam prover esses concursos e automaticamente ter professores efetivos para as demandas da nossa universidade — ressalta.

Diante da falta de professores, alunos do curso protestaram na semana passada na reitoria da universidade. Segundo a acadêmica Bárbara Pansera, a Clínica Escola do curso, que chega a fazer 6 mil atendimentos gratuitos à comunidade por ano, também é impactada com a falta de profissionais e recursos.  

Leia também:
Censo mostra que 11% dos alunos do ensino médio deixaram a escola em 2014 e 2015

Pelo menos nove escolas de SC vão implantar ensino médio integral em 2018

Unicef lança plataforma online para combater a evasão escolar

Santa Catarina tem 64 mil crianças e jovens fora da escola

Conheça o perfil das  escolas que estreiam o ensino médio integral em SC

Ano letivo da rede estadual começa nesta segunda com cinco desafios

 Veja também
 
 Comente essa história