Equipe de segurança privada terá 300 homens na Ressacada no show de Paul McCartney GUILLERMO LEGARIA/AFP

Show de Paul contará com equipe reforçada para garantir a segurança

Foto: GUILLERMO LEGARIA / AFP

Os organizadores do show de Paul McCartney em Florianópolis vão garantir a infraestrutura adequada para oferecer segurança ao público e organizar a entrada dos fãs na Ressacada. Os portões devem ser abertos às 17h.

Na área do entorno do Estádio vão funcionar dez bares credenciados e haverá 60 banheiros químicos. Uma sinalização especial, com mapas indicando os locais de acesso a cada área do Estádio, será fixada em diversos pontos.

Uma equipe de 100 organizadores de fila serão responsáveis por orientar o público. No interior do Estádio da Ressacada a equipe de apoio também será numerosa. A equipe de segurança privada terá 300 homens e, a de socorristas, 70 profissionais.

Todos os mais de 30 mil fãs esperados para o espetáculo passarão por revista com detector de metais. E um aviso aos fãs: não será possível entrar no Estádio com presentes, como bichos de pelúcia. Quaisquer objetos levados ao show serão retidos pela segurança e entregues posteriormente à produção do Beatle.

Saiba o que pode e o que não pode levar para o Estádio

Segurança interna e externa

A equipe de segurança deve atuar desde a abertura até o fechamento dos portões do Estádio da Ressacada. Do lado de fora do Estádio, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Guarda Municipal e Polícia Civil também vão auxiliar nas ações para garantir que tudo corra bem.

A Polícia Civil terá um grupo de 25 profissionais atuando em duas delegacias móveis que serão instaladas nas proximidades do local do show. A Guarda Municipal contará com um efetivo de 65 homens que serão responsáveis principalmente por impedir a atuação de ambulantes na área.

Os bombeiros contarão com 50 homens e seis viaturas — dois carros de combate a incêndios, duas ambulâncias e dois veículos de resgate. A PM terá 500 soldados nas ruas para organizar o trânsito e garantir a segurança da população.

DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história