"Olá, manezinhos. Oi, oi, oi, Floripa", diz Paul McCartney em show na Ressacada Guto Kuerten/Agencia RBS

"Estou muito feliz de estar em Santa Catarina pela primeira vez", disse Paul

Foto: Guto Kuerten / Agencia RBS

Em noite histórica para Florianópolis, Paul McCartney conquistou o público na Ressacada com uma expressão típica da Ilha: "Olá, manezinhos", disse o astro entre a segunda e a terceira músicas. Em seguida, para delírio dos 30 mil que assistiam ao show, completou: "Oi, oi, oi, Floripa".

>>"Poucos e fiéis", disse Paul aos fãs durante a passagem de som

O show começou com pontualidade britânica. Às 21h30min, Paul tocou Magical Mistery Tour. Depois fez Junior's Farm e All My Loving. Ao final, disse:

— Esta noite vou tentar falar um "pocadinho" em português.

Ao longo da noite, cumpriu a promessa. Sempre de olho em uma folha colocada à esquerda dos seus pés, falou várias expressões da Ilha. Também foi carinhoso com outras regiões do país

— É bom estar de volta ao Brasil — disse, em claro esforço para ser fiel ao idioma que não é seu, depois de tocar Sing the Changes, a sexta da noite.

O astro ficou calado por um longo momento enquanto o público o aplaudia. Depois, voltou a arranhar na Língua Portuguesa.

— Tudo bem? Tudo ótimo? Estou muito feliz de estar em Santa Catarina pela primeira vez. Muito feliz — disse Paul.

>> Em galeria de fotos, confira a emoção dos fãs na Ressacada

>> Confira a galeria com imagens do show de Paul em Floripa

A série de "regionalismos" começou no Uruguai em 15 de abril, quando se apresentou no Estádio do Centenário. Em seu primeiro show na América do Sul nesta turnê, esforçou-se para falar com o público em espanhol.


— Estou muito filez de estar aqui pela primeira vez — disse, diante dos 50 mil que assistiam ao show, corrigindo para feliz em seguida.

No Paraguai, para onde foi na sequência, não limitou-se a falar em espanhol. Ao tocar no Defensores Del Chaco, surpreendeu a todos com um "como vão vocês" em guarani, a língua de origem local.

Na Colômbia, onde esteve antes de iniciar a série de três show no Brasil, deu uma clara demonstração de carinho ao chamar o público de Bogotá de "parceros".

Em Recife, onde esteve antes de abençoar a Ressacada, treinou a Língua Portuguesa pela primeira vez com as viagens de On The Run. Foram duas apresentações, nos dias 20 e 21 deste mês.

— Oxente, foi tudo arretado — disse no fim da apresentação.

Até ali, já tinha arrancado suspiros ao falar de Luiz Gonzaga e de pontuar suas falas com "cabra da peste".

Passagem pelo Brasil

Esta é quinta vez que Paul vem ao Brasil e a primeira a Santa Catarina. O show faz parte da turnê On the Run, que já passou por 16 países e homenageia o álbum "Band on the Run", gravado com os Wings, em 1973.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história