Paul McCartney diz "até a próxima" e deixa Floripa com 30 mil fãs satisfeitos Julio Cavalheiro/Agencia RBS

Chuva durante o show não desanimou o público, que deixou a Ressacada com brilho nos olhos

Foto: Julio Cavalheiro / Agencia RBS

Paul McCartney encerrou o show que entra para a história de Florianópolis, o último da turnê "transpirante" que fez pela América do Sul, como começou: impecável no som, no visual, na tecnologia e em gentileza. Foram quase três horas de um passeio por clássicos dos Beatles e, consequentemente, da história do rock.

Ao final da apresentação no estádio da Ressacada, à 0h20min, o Beatle declarou mais uma de suas frases em português, talvez a mais importante e sugestiva da noite:

— Até a próxima — disse, como se fosse um velho amigo se despedindo da gente depois de uma rodada de cerveja.

Trinta mil pessoas foram ao estádio assitir aquilo que nunca se viu na história de Santa Catarina e o que, se voltar a acontecer, vai demorar muito. A Ressacada foi coberta por uma chuva de papel picado em tons de verde, amarelo e branco depois da saideira, a sugestiva The End.

>>> "Olá, manezinhos. Oi, oi, oi, Floripa", diz Paul na Ressacada
>>> "Poucos e fiéis", diz Sir Macca aos fãs na passagem de som
>>> Confira a galeria com imagens do show de Paul em Floripa
>>> Em galeria de fotos, veja a emoção dos fãs na Ressacada

"Valeu a pena", "sensacional", "demais" e "espetacular". Os relatos dos fãs ao final do show na Ressacada dão uma ideia de como o ex-Beatle marcou sua passagem por Florianópolis. Entre um clássico e outro dos Beatles, Paul falou em português e manezês.

Momentos marcantes

A sequência arrepiante de Let it Be, Live and Let Die e Hey Jude encerrou a primeira parte do show antes dos bis. Para qualquer mortal, foi um daqueles momentos que se curte poucas vezes na vida. Ainda mais para os catarinenses, que ouviram o ídolo mandando um manezês: "Vamos, istepôs", disse o astro.

 

Logo após a abertura do show, o astro pegou um instrumento especial: "Esta é a guitarra que eu usava nos anos 1960", disse Sir Macca em inglês. Foi referência ao instrumento amarelo, com contorno marrom e detalhes prateados. A guitarra foi usada para tocar Paperback Writer, um clássico da fase inicial dos Beatles.

Homenagem aos amores e amigos

O momento romântico do show veio com homenagens aos grandes amores na vida de Paul. Para Nancy Shevell, sua atual mulher, Sir Macca tocou My Valentine. Já para lembrar Linda McCartney, que morreu em 1998, Paul sentou ao piano e falou em português: "Esta eu fiz para você, Linda", antes de tocar Maybe I'm Amazed.

Enquanto isso, o público sustentava corações de papel que foram distribuídos para serem usados nesse momento especial. 



E a emoção seguiu forte quando Paul tocou Something, desta vez em homenagem a George Harrison. E com uma boa dose de improviso, Sir Macca lembrou Ringo com Yellow Submarine.

My Valentine

A música foi escrita para a sua atual esposa, Nancy Shevell. Mas todos ali puderam se sentir especiais com as estrofes lentas e suaves da única música do seu último disco, Kisses on the Bottom, que toca na turnê On The Run.

Nancy está no estádio. Ela acompanha Paul na série transpirante que o sessentão faz pela América do Sul. Na véspera da apresentação em Florianópolis, foi vista com o marido tomando sol na piscina e passeando de lancha.

Como companheira, a americana de 48 anos está com Paul há cinco anos. Antes era uma boa amiga. Da amizade surgiu o amor. O beatle já disse que Nancy lhe devolveu o sorriso depois da viuvez e de uma separação difícil.



Maybe I'm Amazed

Grande sucesso do álbum McCartney é apontado por fãs como o single "número 1" de Paul. A música já foi usada em um tributo à falecida esposa Linda McCartney.



Depois de tocar músicas em homenagem a Nancy e Linda, Paul fez mais um agrado ao público: "Estou na Ilha da Magia", disse ele, sempre olhando para o papel com suas anotações no chão.

Abaixo, o repertório da noite:

- Magical Mystery Tour
- Juniors Farm
- All my loving
- Jet
- Drive my car
- Sing the changes
- Night before
- Let me roll it
- Paperback writer
- Long and winding road
- 1985
- My valentine
- Maybe I´m amazed
- I've just seen a face
- Hope of deliverance
- And I love her
- Blackbird
- Here today
- Dance tonight
- Mrs. Vanderbild
- Eleanor Rigby
- Something
- Band on the run
- Obla di obla da
- Back in the USSR
- I gotta a feeling
- A day in the life
- Let it be
- Live and let die
- Hey Jude
- Lady Madonna
- Day tripper
- Get back
- Yesterday
- Birthday
- I saw her standing there
- Golden slumbers

Passagem pelo Brasil

Esta foi quinta vez que Paul vem ao Brasil e a primeira a Santa Catarina. O concerto faz parte da turnê On the Run, que já passou por 16 países e homenageia o álbum "Band on the Run", gravado com os Wings, em 1973.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história