Confira os bastidores de gravação do filme "Pequeno Segredo" Diorgenes Pandini/Agencia RBS

Marcello Antony interpreta Vilfredo Schurmann

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

A fórmula para o sucesso tem como componentes uma trama com apelo universal, elenco e equipe de peso e estreia focada nos festivais internacionais. O coprodutor João Roni, da Ocean Filmes, garante que quem já teve contato com o roteiro aposta que o Pequeno Segredo, que está sendo rodado em Florianópolis, tem potencial para concorrer a melhor filme estrangeiro da temporada.

Foto: Diorgenes Pandini / Agência RBS

Diretor David Schurmann conta história de sua irmã, Kat

Com lançamento para o segundo semestre de 2015, o longa conta a trajetória de Kat, filha do neozelandês Robert e da brasieira Jeanne (interpretada por Maria Flor) e que foi adotada pela família Schurmann. HIV positivo, a menina viveu uma história de superação, com ensinamentos que transmitiu à mãe adotiva, Heloisa, sua maior apoiadora e fã.

Mesmo que não ganhe prêmios, o filme já é um marco para as produções locais, pois reúne oito nacionalidades sem deixar de lado os profissionais da cidade. Uma das exigências feitas pelos produtores foi a de que cada equipe que viesse de fora incorporasse mão de obra local. São pelo menos 48 catarinenses, boa parte deles atores – como Letícia Xavier, que interpreta a melhor amiga de Kat, vivida pelas irmãs cariocas Giulia (quando mais nova) e Mariana Valadares.

Serão oito semanas de gravações, seis apenas em Florianópolis. Na primeira cena, na Praia do Moçambique, Heloisa e Kat veem o pôr do sol juntas. Para incorporar a personagem, a atriz Julia Lemmertz conta que tomou como referência a própria Heloisa:

— Ela é a fonte de inspiração, porque está viva. Isso permite que eu me aproxime do sentimento dela por essa menina e do que essa criança transformou nela, trazendo amor, luz, sabedoria, prazer de viver. Era uma garota extremamente feliz, e eles proporcionaram a ela uma vida incrível.

Foto: Diorgenes Pandini / Agência RBS

Julia Lemmertz e Maria Flor no camarim

Outros takes foram feitos na Lagoa da Conceição, no Colégio Catarinense e em diversas marinas pela Ilha. Entre as próximas locações na Capital estão a Unisul, o Hospital Baía Sul e o restaurante Books & Beers. A rotina puxada ocorre debaixo de sol, e as repetições não esmaecem a equipe. O clima é de realização, mesmo que isso signifique trabalhar 12 horas por dia.

Distanciar para contar

Na terça-feira, a equipe do Anexo esteve no set de filmagem, no Veleiros da Ilha, para acompanhar a gravação de uma das cenas mais importantes de Pequeno Segredo: o momento em que Robert, pai biológico de Kat, interpretado pelo ator neozelandês Erroll Shand, conhece Vilfredo Schurmann, vivido por Marcello Antony, em uma marina na Nova Zelândia.

— O que me chama mais atenção é o fato de ele ser o capitão da história, literalmente. É quem comanda tudo. Ele tem carisma e segurança no que faz, apesar de tudo circular em volta da Heloisa. O meu norte é o próprio Vilfredo, com as orientações do David (Schurmann, diretor) — explica Antony.

Foto: Diorgenes Pandini / Agência RBS

Cena em que personagens de Erroll Shand e Marcello Antony se conhecem

Essas indicações só são possíveis, segundo David, que faz sua estreia em um longa de ficção, porque ele consegue ter a visão completa da história:

— Sempre trabalhei com minha família e faço um exercício de me distanciar, ter um olhar mais objetivo. Não é questão de frieza, mas tive de me afastar para poder contar a história.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história