Bailarina de Joinville que sofreu acidente no Canadá recebe alta do hospital Coastal City Ballet/Divulgação

O acidente de Lucila mobilizou campanhas e foi notícia no Brasil, na Argentina e no Canadá

Foto: Coastal City Ballet / Divulgação

Depois de 42 dias internada no Lions Gate Hospital, em Vancouver, no Canadá, a bailarina Lucila Munaretto recebeu alta para continuar o tratamento em casa. A jovem de 21 anos havia sofrido um acidente na manhã de 13 de agosto e chegou a ficar em coma induzido devido à gravidade do caso. A liberação ocorreu na sexta-feira, 25 de setembro.

Lucila já consegue caminhar, desde que apoiada por muletas, e se alimenta sozinha com a dieta líquida prescrita pelo hospital — ela está usando uma espécie de aparelho ortodôntico para manter a mandíbula no local e garantir a cicatrização. Segundo o pai  Marcos Munaretto, que ficou em Joinville, o único impedimento para que Lucila possa andar sem apoio é a cicatrização do quadril.

— Ela começa agora a fazer fisioterapia e deve ir ao hospital para fazer o acompanhamento de duas a três vezes por semana — conta o pai — Ela também precisa fazer consultas com outros médicos. É uma etapa que não tem mais cobertura do plano de saúde.

O dinheiro arrecadado desde a semana do acidente, em campanhas que começaram para permitir que a mãe de Lucila, Alicia, pudesse viajar para o Canadá, agora deve ser usado para a recuperação. Uma campanha online continua no Canadá, com a meta de chegar aos US$ 100 mil (valor estipulado por especialistas de quanto deve custar o tratamento completo da jovem).

— Para nossa sorte, descobrimos que a Cruz Vermelha fornece aparelhos de fisioterapia gratuitamente, o que diminuirá os custos — comemora Marcos.

Bailarina formada no Bolshoi de Joinville sofre acidente grave no Canadá
Bailarina de Joinville em coma no Canadá ganha página internacional de financiamento coletivo para despesas
Bailarina de Joinville que sofreu acidente vira notícia nacional no Canadá

Lucila aprendeu a fazer as atividades de fisioterapia no hospital e agora deve repeti-las em casa. Enquanto isso, ela sonha em voltar a dançar, mas ainda não há como prever como a recuperação irá acontecer.



No sábado de manhã, ela visitou os colegas do Coastal City Ballet e celebrou o fato de poder voltar àquela sala de aula.

Na visita, ela foi acompanhada por uma equipe da CTV News, programa de jornalismo de Vancouver. A história de Lucila repercutiu pelo Canadá depois de toda a mobilização feita por sua companhia para arrecadar fundos por sua recuperação. Como Lucila é natural da Argentina e cresceu no Brasil, onde estudou na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, de Joinville, dos 11 aos 17 anos, o caso também foi noticiado nos dois países.

— Hoje Lucila já está entrando na internet e podendo agradecer às pessoas. Ela vê amigos, conhecidos e pessoas que nunca tinha visto na vida dando apoio, é muito emocionante — relata o pai.

Como ajudar:


No Brasil:

Caixa Econômica Federal
Ag. 3299
CC 00006249-6
Operação 013
Alicia Mercedes Pekala
CPF 011.070.129-10

No Canadá:

Página de financiamento coletivo Support Lucila's Medical Recovery

A NOTÍCIA
 DC Recomenda
 
 Comente essa história