Espetáculo 'Women's' é apresentado nesta quarta e quinta-feira em Joinville Divulgação/Divulgação

Ana Luiza Fortes e Lara Matos contracenam na peça há cerca de seis anos

Foto: Divulgação / Divulgação

A estrada do espetáculo Women's começou há 15 anos, quando o texto do argentino Daniel Veronose foi adaptado pelo diretor André Carreira e ganhou a primeira montagem. Agora, ela segue em turnê pelo Estado para celebrar este período em que faz parte do Grupo Teatral (E)xperiência Subterrânea, de Florianópolis, e da história do teatro catarinense, começando a viagem com apresentações em Joinville, nesta quarta e quinta-feira.

No palco, as atrizes Ana Luiza Fortes e Lara Matos contracenam, ainda que a peça possa se caracterizar como um monólogo — durante toda a ação, apenas uma das personagens está viva.

Uma sala de necrotério é o espaço cênico em que a história de Women's acontece. Adair, uma faxineira, faz a limpeza do local enquanto conversa com os próprios fantasmas. Eles a fazem relembrar do passado, de um crime no qual teria se envolvido e de figuras que marcaram sua vida.

É assim que, aos poucos, Adair passa a contracenar com o corpo de uma mulher que espera pela autópsia. Por vezes, ela transforma-se na irmã de Adair, enquanto ela reconstrói os acontecimentos que, confusos em sua memória, montam o quebra-cabeça do crime. Em outros momentos, são os objetos de cena que viram personagens, manipulados pela protagonista da mesma forma que o corpo da mulher morta.

— Ela vai se apropriando destes objetos para dar corpo à estas figuras do passado, em uma relação de uso. Eles entram na mesma lógica que a da relação com o corpo: o espetáculo é um monólogo que tem outra pessoa em cena. É um desafio permanente de diálogo silencioso — analisa Ana Luiza, que interpreta Adair.

Estas relações vão ao encontro do trabalho que o Grupo (E)xperiência Subterrânea tem feito desde sua criação, em 1996: o estudo dos elementos de risco físico na cena teatral. Neste caso, Women's chega próximo do limite ao ter uma personagem inerte, que coloca a atriz Lara Matos em cena como "o corpo" e que é testada o tempo todo pela protagonista. 

— Trata-se de uma condição física que não pode ser representada, é um corpo vivo tentando se passar por morto. A respiração está lá, é inevitável, mas precisa ser disfarçada, da mesma forma que é necessário lidar com diferentes condições de risco — conta a atriz.

Segundo ela — que está em cena desde a segunda formação de elenco, há cerca de oito anos —, Women's já sofreu tentativas de repousar na lista de antigos espetáculos algumas vezes, mas o grupo nunca conseguiu parar de montá-la. Ela chega aos 15 anos por estar sempre sendo convidada para mostras e festivais.

Já recebeu premiações como melhor espetáculo, direção e atriz no Festival Nacional de Blumenau e melhor atriz e iluminação no Festival Nacional Isnard Azevedo. Agora, a peça ganha turnê por cinco cidades graças ao Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2014.

— Ela mexe muito com o público, fazendo com que as pessoas experimentem sensações diferentes — afirma Lara.

Contrapartida em atividades gratuitas

A turnê é acompanhada de uma exposição fotográfica de Lilian Barbon, que ocorrerá no hall do Galpão da Ajote, com imagens que vão muito além do registro do espetáculo e estabelecem relações entre vida e morte, memória e solidão, revelando a força de um corpo que se expressa e inscreve na carne o grito de sua própria angústia.

A turnê ainda oferece uma oficina sobre a atuação e risco na cena, ministrada por Lara Matos e Ana Luiza Fortes, atrizes da peça e mais um livro-programa que conta a história do espetáculo e com críticas de Edelcio Mostaço e Beatriz Molinari, que será distribuído gratuitamente para o público.

Em Joinville a oficina ocorre no dia 24, das 9h30 às 12 horas, no Galpão de Teatro Ajote, e consiste na experimentação de técnicas que circundaram o processo de criação do espetáculo, explorando aspectos de uma pesquisa que o grupo desenvolve desde 2007. A participação é gratuita, mas a idade mínima é de 16 anos e é necessário enviar mensagem com nome e telefone para o e-mail oficina.experiencia@gmail.com.

Agende-se:

O QUÊ: peça Women's, do Grupo Teatral (E)xperiência Subterrânea
QUANDO: quarta e quinta-feira, às 20 horas
ONDE: galpão de Teatro da Ajote, na Cidadela Cultural Antarctica (rua 15 de Novembro, 1.383, América)
QUANTO: R$ 20, com meia-entrada para estudantes, professores e idosos, à venda no site Enjoy Events e na bilheteria do teatro, uma hora antes do espetáculo

A NOTÍCIA
 DC Recomenda
 
 Comente essa história