Filmes para assistir na TV nesta quarta-feira Ver Descrição/Ver Descrição

Hermila Guedes em O Céu de Suely

Foto: Ver Descrição / Ver Descrição

A Garota Ideal
(Lars and the Real Girl) – De Craig Gillespie. Com Ryan Gosling. Filme para conferir a boa atuação do protagonista de Drive (2011) antes do estouro. A trama, sobre um sujeito extremamente tímido que transforma uma boneca inflável em mulher de verdade (ele faz dela seu apoio emocional e a apresenta como sua namorada na cidadezinha em que vive), exige muito do ator. E ele se sai bem. O filme todo, na verdade, é bom, você vai ver. Drama, EUA, 2007, 106min. Telecine Touch, 16h05min

Leia também: 'Que Horas Ela Volta?', fenômeno do cinema nacional
Polanski faz ensaio sobre o masoquismo em 'A Pele de Vênus'
Aventura 'Evereste' hesita entre a emoção e o entretenimento

Matadores de Velhinha
(The Ladykillers) – De Ethen e Joel Coen. Lá pelas tantas você se dá conta de que este remake da comédia Quinteto da Morte (1955) não vai mais a lugar nenhum e não tem muito mais a oferecer, mas as caracterizações do assaltante erudito (Tom Hanks), de seu bando bizarro e da velhinha sulista que os hospeda (Irma Hall), além de algumas sequências isoladas (a da explosão, a da tentativa de assassinar a mulher etc.), são hilárias. Comédia, EUA, 2004, 104min. Telecine Cult, 18h25min

Drama erótico em 3D, 'Love' tem méritos, mas trama é pobre
Walter Salles desvenda Jia Zhang-ke em documentário
Todas as notícias de críticas de cinema em ZH
Leia também: as notícias de televisão

O Céu de Suely
De Karim Aïnouz. Com Hermila Guedes e João Miguel. Um dos bons longas de dramaturgia mínima (e emoção máxima) que o cearense Aïnouz realizou desde a sua barulhenta estreia com Madame Satã (2002). A trama sobre a desilusão amorosa de uma mulher (que volta do centro do país para o sertão nordestino e fica à espera do pai de seu filho, que jamais aparece) tem a ver com a de outros de seus bons filmes (Abismo Prateado, Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo) – mas veio antes, e se tornou uma referência para o chamado novíssimo cinema nacional. Drama, Brasil/Portugal/Alemanha/França, 2006, 86min. Canal Brasil, 22h

ZERO HORA
 DC Recomenda
 
 Comente essa história