Filmes para assistir na TV nesta segunda-feira universal/Divulgação

Ethan Hawke e Ellar Coltrane em Boyhood

Foto: universal / Divulgação

Um Sonho de Liberdade
(The Shawshank Redemption) – De Frank Darabont. Com Tim Robbins e Morgan Freeman. É curioso o culto a este filme sobre a amizade de um banqueiro condenado à prisão com seu carcereiro: se a história baseada em Stephen King tem sensibilidade, belas passagens e boas atuações da dupla de protagonistas, às vezes é excessivamente didática e reiterativa na obsessão por emocionar o espectador. Drama, EUA, 1994, 142min. TCM, 17h30min

Leia também: 'Que Horas Ela Volta?', fenômeno do cinema nacional
Polanski faz ensaio sobre o masoquismo em 'A Pele de Vênus'
Aventura 'Evereste' hesita entre a emoção e o entretenimento

Boyhood
De Richard Linklater. Com Ellar Coltrane, Lorelei Linklater, Ethan Hawke e Patricia Arquette. Este drama ficcional acompanha o crescimento de um menino ao longo de 12 anos, analisando seu amadurecimento sobretudo a partir da relação com os pais. É a estética hiperrealista a chave de seu encanto: com saltos no tempo abruptos e um roteiro em reelaboração constante, para incorporar as experiências vivenciadas pela equipe durante o período, Boyhood se conforma a partir de uma combinação rara, talvez única, de naturalidade e complexidade na abordagem das angústias e das descobertas desse período da vida, fazendo parecer a própria realidade se descortinando diante dos olhos. Um arrebatador ensaio sobre a passagem do tempo, cru em seu retrato da violência doméstica e da imaturidade dos pais contemporâneos, temas caros ao melhor cinema independente norte-americano das últimas décadas. Drama, EUA, 2015, 165min. Telecine Premium, 22h

Drama erótico em 3D, 'Love' tem méritos, mas trama é pobre
Walter Salles desvenda Jia Zhang-ke em documentário
Todas as notícias de críticas de cinema em ZH
Leia também: as notícias de televisão

Gangues de Nova York
(Gangs of New York) – De Martin Scorsese. Com Leonardo DiCaprio e Daniel Day-Lewis. Há planos lendários (o do olho de vidro), atuações maiúsculas (Day-Lewis, como sempre) e uma reconstituição de época impressionante (a história é a da formação de Nova York, mas as filmagens foram na Cinecittà italiana). Há, no entanto, algo de errático na construção narrativa deste épico que Scorsese formatou ao longo de décadas. Talvez os inúmeros cortes que o filme sofreu tenham a ver com isso. Drama, EUA/Itália, 2002, 167min. HBO Plus, 23h30min

ZERO HORA
 DC Recomenda
 
 Comente essa história