Além do Tempo emociona e faz história na teledramaturgia TV Globo/Divulgação

Foto: TV Globo / Divulgação

Por favor, reservem todos os prêmios para a autora Elizabeth Jhin, o diretor Rogério Gomes e toda a equipe de Além do Tempo! A virada da novela, exibida nesta quarta-feira, foi um marco na teledramaturgia brasileira e tocou o coração dos telespectadores.

A repercussão foi tanta, que até hoje de manhã a novela ainda era um dos assuntos mais comentados do Twitter, inclusive pelos famosos:

A ideia, inovadora e arriscada, era criar um último capítulo no meio da novela. Em seguida, começava uma nova história, com gostinho de novela nova, mas os mesmos rostos e nomes.

O clima de "final feliz" durou pouco para Lívia (Alinne Moraes) e Felipe (Rafael Cardoso). Em cenas de tirar o fôlego, o casal protagonista foi alvo do ódio dos vilões Melissa (Paolla Oliveira) e Pedro (Emílio Dantas). Dos quatro, três morreram de forma trágica, momentos que o público na internet classificou como "um tiro no coração dos telespectadores". Eu diria que nos afogamos junto com o casalzinho "Livipe", sentimos a dor da estocada em Melissa, enfim, foi muita emoção para um só capítulo...

Mal respiramos, a água que levou Felipe e Lívia deu lugar aos tempos modernos, em pleno metrô do Rio de Janeiro. Lá estavam eles, lindos como sempre, em novas vidas. Mas bastou um olhar através da porta do vagão, para o sentimento falar mais alto. Eles se reconheceram! Eles se amam! Eles vão ficar juntos de novo! Pronto. É o recomeço de histórias interrompidas, novas chances de mudar o que deu errado no passado. E nós, do outro lado da telinha, continuamos na torcida.

Leia outras notícias do Noveleiros

Curta nossa página no Facebook

DIÁRIO GAÚCHO
 Veja também
 
 Comente essa história