Aos 89 anos, morre o diretor de "Inferno na Torre" e "King Kong" Banco de Dados/Banco de Dados

Inferno na Torre

Foto: Banco de Dados / Banco de Dados

Diretor de origem britânica, John Guillermin morreu domingo na Califórnia, onde vivia. A informação foi divulgada nesta quarta-feira pela família do cineasta, que tinha 89 anos e era conhecido pela realização de filmes de aventura, incluindo os blockbusters dos anos 1970 Inferno na TorreKing Kong.

Guillermin teve um ataque do coração fulminante quando estava em sua residência de Topanga Canyon.

Leia também: 'Que Horas Ela Volta?', fenômeno do cinema nacional
Polanski faz ensaio sobre o masoquismo em 'A Pele de Vênus'
Diretor de 'No' volta com drama contundente sobre crimes da Igreja

Filho de franceses, começou a carreira em Londres, fazendo documentários, ainda nos anos 1940. Na década seguinte, mudou-se para Los Angeles, onde deu início a uma carreira prolífica, que demorou a engrenar – seus primeiros filmes em Hollywood foram fracassos de bilheteria – e que atingiu o auge com o sucesso de Inferno na Torre (1974), longa com Paul Newman e Steve McQueen que rendeu uma indicação ao Oscar de ator coadjuvante para Fred Astaire.

Walter Salles desvenda Jia Zhang-ke em documentário
'La Sapienza' faz da imagem e da palavra uma obra de arte
Todas as críticas e notícias de cinema em ZH

O filme, sobre um incêndio no 81º andar de um arranha-céu, recebeu outras sete indicações e levou três estatuetas (trilha sonora, montagem e fotografia). Dois anos depois, Guillermin foi escalado para o remake modernizado de King Kong, clássico de 1933 que seria novamente refilmado anos anos 2000 por Peter Jackson.

O King Kong de Guillermin deu o Globo de Ouro de melhor atriz para Jessica Lange e teve duas indicações ao Oscar. Curiosamente, o cineasta voltaria à mítica figura em seu último longa para o cinema, King Kong 2, lançado em 1986.

Entre os outros longas que dirigiu estão Tormenta (1955), A Maior Aventura de Tarzan (1959), Tarzan Vai à Índia (1962), Crepúsculo das Águias (1966), Morte sobre o Nilo (1978) e Sheena – A Rainha das Selvas (1984).

ZERO HORA
 Veja também
 
 Comente essa história