"Bata antes de entrar" combina suspense e lição de moral (sem muito sucesso)  paris filmes/Divulgação

Lorenza Izzo, Keanu Reeves e Ana de Armas estrelam o suspense “Bata Antes de Entrar”

Foto: paris filmes / Divulgação

Diretor conhecido por não economizar sangue e violência, Eli Roth regula para menos o tom de Bata Antes de Entrar, em cartaz nos cinemas. Ele tenta aqui combinar suspense com lição de moral.

Keanu Reaves vive um arquiteto que fica trabalhando sozinho em casa quando a mulher e os filhos pequenos viajam em um feriadão. Em uma noite chuvosa, batem na porta de sua casa duas belas garotas (Lorenza Izzo e Ana de Armas) perdidas no caminho de uma festa.

O sujeito as abriga para que se recomponham e sigam seu rumo. Péssima ideia. A dupla inicia com o anfitrião uma espécie de teste de fidelidade para ver o quanto ele resistirá à tentação da carne.

Bata Antes de Entrar é uma coprodução entre Chile e EUA, com roteiro de Roth e dos chilenos Nicolás López e Guillermo Amoedo. Lorenza, mulher de Roth, também é chilena, e Ana é cubana radicada na Espanha. Se o tempero latino adiciona calor e sensualidade à trama, o sabor resulta azedo na caretice do “alerta” a maridos e namorados assanhados. De assustador mesmo, só a canastrice do acuado Reeves nesse papel.

Bata antes de entrar
De Eli Roth
Suspense, EUA, 2015, 99min, 14 anos.
Em cartaz no Cinespaço Wallig, no Cinemark Barra e no GNC Moinhos.
Cotação:
2

 

 DC Recomenda
 
 Comente essa história