Biografia de Andressa Urach já vendeu 400 mil cópias Studio Woody,Divulgação/Arquivo Pessoal,Instagram

Foto: Studio Woody,Divulgação / Arquivo Pessoal,Instagram

A história de sexo, drogas e busca desenfreada pela fama protagonizada por Andressa Urach era aposta certa de best-seller na forma de livro. Uma aposta que teve o retorno esperado: em pouco mais de um mês, Morri Para Viver (Ed. Planeta), a biografia da vice-Miss Bumbum que, após uma infecção que quase tirou sua vida, se tornou evangélica, já vendeu mais de 400 mil cópias. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Andressa Urach: de devassa a devota

Embora a vendagem seja bastante alta — tome como exemplo o terceiro título mais vendido no país, o livro de colorir Jardim Secreto (Ed. Sextante), vendeu 650 mil cópias desde 2014 — ainda há cancha até a tiragem inicial de 1 milhão de cópias esgotar.

Escrita por Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo da Record, atual emissora de Andressa, a biografia revela detalhes de sua vida na prostituição de luxo, em que usava o "nome de guerra" Ímola.

Andressa Urach recebe alta e deixa hospital em Porto Alegre

Descrita como uma das garotas de programa mais caras e desejadas do país na época, a ex-modelo afirma no livro que cobrava R$ 15 mil por duas horas de sexo e que, entre seus clientes, havia cantores, empresários e jogadores de futebol.

*Zero Hora

 Veja também
 
 Comente essa história