Festival de Música de Itajaí abre com show gratuito de Oswaldo Montenegro Fabricia Prado/Divulgação

Um dos melhores instrumentistas do país, Ricardo Pauletti é uma das atrações locais do festival

Foto: Fabricia Prado / Divulgação

A crise econômica respingou no Festival de Música de Itajaí, que chega neste sábado à 18ª edição. Mas, como no ideograma chinês, ela se transformou em uma oportunidade para valorizar ainda mais o talento dos músicos locais – que surgiram, em muitos casos, graças ao próprio evento.

Neste ano, a ausência de atrações de fora (com exceção de Oswaldo Montenegro, que faz o show de abertura no Centreventos neste sábado, às 21h, e Toninho Horta) joga holofote nos catarinenses Arnou de Melo, Vê Domingos, Paulo Gekas, Ricardo Pauletti, Carlos Cória e outros. Até o dia 31, eles comandarão essa festa afinada, que mistura jazz, rock, choro e outros estilos, em diversos lugares do município. Tudo de graça.

– Tivemos problemas tanto para captar com a iniciativa privada quanto para conseguir verba junto à prefeitura, inclusive adiamos o evento de setembro para agora. Mas não íamos deixar de fazer o festival. Sabíamos que havia gente talentosa aqui na região para garantir uma programação de alto nível – explica Oliver Dezidério, diretor do Conservatório de Música Popular Cidade de Itajaí, uma das "crias" do evento, assim como o curso superior de Música da Univali.

:: Confira a programação oficial do Festival

Será uma semana perfeita para os ouvidos. No Mercado Público, o bar ZéPelin receberá na terça e na quinta-feira à noite rodas de choro com Pauletti, que em 2014 foi considerado um dos melhores instrumentistas do país. Na segunda, na quarta e na sexta, será a vez da banda Jazz In Loft comandar uma jam session madrugada adentro.

A Casa da Cultura, o The Backdoor Club e o Container da Rua Hercílio Luz são alguns dos outros locais que receberão apresentações. Mas é o Teatro Municipal o palco principal, com seis concertos especiais. 

:: Juarez Machado lança livro de colorir. Baixe imagens exclusivas
:: Adele divulga clipe de Hello, single de novo disco

Por esses dias, também vale a pena passear pela Casa de Cultura Dide Brandão e pelo Conservatório, mesmo sem estar inscrito em nenhuma das 20 oficinas que ocorrerão durante toda a semana.

É que a boa música flui por todos os cantos desses dois espaços, com os alunos de prática de choro, oficina de improvisação e outros temas praticando aqui e ali, além da presença de mestres como Arismar do Espírito Santo e Robertinho da Silva circulando pelos corredores.

 DC Recomenda
 
 Comente essa história