Festival de Teatro Isnard Azevedo começa sábado (17) em Florianópolis com 85 apresentações gratuitas  Nelson Robledo/Divulgação

Espetáculo Esse Corpo Meu?, da Téspis Cia de Teatro, abre o festival no sábado

Foto: Nelson Robledo / Divulgação

Começa neste sábado o Floripa Teatro 2015 - Festival Isnard Azevedo, um dos mais importantes eventos de artes cênicas de Santa Catarina. Nesta 22a edição, um dos objetivos é retomar, ainda que timidamente, o intercâmbio internacional, trazendo para Florianópolis companhias da Itália, Colômbia e Argentina. Serão nove dias de programação gratuita, com 47 grupos e coletivos em variados espaços cênicos, inclusive a rua. É o Isnard voltando a ser um grande acontecimento cultural na cidade.

Confira a programação completa do festival
Leia as principais notícias do dia em Santa Catarina

A Téspis Cia de Teatro, de Itajaí, é a convidada para abrir oficialmente o festival no Teatro Ademir Rosa (CIC) com a peça Esse Corpo Meu?, coproduzida com a reconhecida Periplo Compañia Teatral, de Buenos Aires. Uma escolha que valoriza as montagens catarinenses e o diálogo com a produção de outros países.

O espetáculo de teatro contemporâneo aborda questões de gênero e padrões sociais impostos. No palco, dois corpos procuram uma identidade a partir da desconstrução do próprio eu e do binômio masculino e feminino.

- O que você faz na sua vida que é um padrão imposto? E o que foi escolhido? A peça discute esses modelos de gênero. São dois corpos que aparecem ingênuos e experimentam outras possibilidades - diz o ator, diretor e dramaturgo Max Reinert.

O espetáculo, que estreou em março do ano passado em Itajaí e rodou nove festivais na região Sul, será pela primeira vez apresentado em Florianópolis. Além de Esse Corpo Meu?, a Téspis teve a peça Um, Dois, Três: Alice selecionada para a mostra oficial.

- A história do nosso grupo está ligada à do Isnard Azevedo. Nos formamos no primeiro ano do festival e esta é a sexta vez que participamos. Durante muito tempo ele foi referência em Santa Catarina e agora está voltando a ser um acontecimento e a ocupar um lugar na vida das pessoas - conta Reinert.

Maratona teatral

A programação do evento é diversificada em linguagens teatrais - com 85 sessões de 47 companhias catarinenses e de outros seis Estados do Brasil - e variada em locais de apresentação. Além dos principais teatros, inclui espaços culturais pequenos e mantidos por grupos da cidade.

A rua também será palco para muitas performances. Na Mostra Cena Aberta nas Comunidades, oito bairros receberão espetáculos ao ar livre. Na região central, eles ocorrerão na Rua Felipe Schmidt, Largo da Catedral e Largo da Alfândega.

As ações formativas são outro ponto relevante. Serão 19 atividades como oficinas, palestras e lançamentos de livros. Sucesso no ano passado, a Roda de Negócios volta com a participação de curadores e programadores de festivais do Brasil.

O 22o Floripa Teatro - Festival Isnard Azevedo é realizado com recursos do município no valor de R$ 400 mil.

4 PONTOS DE ATENÇÃO NO FLORIPA TEATRO 2015

Cena internacional

Ainda que tímida, a cena estrangeira do Floripa Teatro 2015 terá atrações de três países. É o princípio de uma era internacional, como diz a coordenadora geral do evento, Sulanger Bavaresco. Da Itália vem o coletivo DOO - Divano Occidentale Orientale para a performance na rua Above the Skin. Da Colômbia chegarão 15 pessoas do grupo Teatro Itinerante Del Sol para apresentar a peça Origines Hacia el Sur. Além das performances, os italianos e colombianos ministrarão oficinas e palestras.

ASSISTA - Trailer de Orígenes Hacia el Sur, do Teatro Itinerante del Sol

Duas companhias catarinenses apresentarão coproduções com a Argentina: Téspis Cia de Teatro (Itajaí) com a Periplo Compañia Teatral, em Esse Corpo Meu?, e a E(x)periência Subterrânea (Florianópolis), com a CELCIT, também de Buenos Aires, em ODISEO.COM.

Teatro catarinense

Em 2015 o festival valoriza a produção catarinense. São oito espetáculos de Florianópolis em cartaz na mostra oficial, a maioria de companhias de referência no Estado, como Grupo Armação, Teatro Sim... Por Que Não?!!! e Persona Cia de Teatro.

ASSISTA - Trailer da peça Otelo, da Persona Cia de Teatro:


Quintais cênicos

A Mostra Quintais Cênicos terá apresentações em espaços culturais mantidos por três grupos da cidade: Casa do Teatro Armação (Centro), Casa Vermelha (Centro) e Círculo Artístico Teodora (Campeche).

Circuito Universitário e Brecha - Mostra Paralela

Esta será a quinta edição do Circuito Universitário, que no ano passado surpreendeu positivamente a crítica com espetáculos criados por estudantes de artes cênicas. Neste ano terá 11 peças, todas projetos acadêmicos que sairão das salas de aula para serem apresentados nos teatros da Ubro e Álvaro de Carvalho (TAC) e no Centro de Artes da Udesc (Ceart).

Já a Brecha é uma mostra paralela ao Festival que em 2015 conta com apoio do evento e está incluída na programação oficial. Trata-se de oito coletivos teatrais independentes que se apresentarão na Célula Cultural e na Casa Vermelha.

- A Brecha prioriza a produção de grupos que ainda não têm renome e não entram na seleção oficial, que contempla em geral sempre os mesmos diretores - explica Camila Petersen, coordenadora da mostra.

Você sabia?Teatro contemporâneo X teatro clássico

No teatro com literatura clássica, o mais importante é a história. Já no teatro contemporâneo existe a fragmentação de formações. Segundo o ator, diretor e dramaturgo Max Reinert, no segundo caso, o mais importante é como os atores transitam entre personagens.

- O espectador é mais ativo. O público não é uma massa. A história se concretiza na cabeça de cada um.

Agende-se

O quê: 22º Floripa Teatro - Festival Isnard Azevedo
Quando: de sábado até o dia 25
Onde: teatros e espaços culturais da cidade
Quanto: gratuito (ingressos podem ser retirados uma hora antes do início dos espetáculos)
Informações: floripateatro.com.br



 

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história