Filmes para assistir na TV nesta quinta-feira Divulgação/Divulgação

Kirsten Dunst em Melancolia, de Lars von Trier

Foto: Divulgação / Divulgação

Melancolia
(Melancholia) – De Lars von Trier. Com Kirsten Dunst, Charlotte Gainsbourg e Kiefer Sutherland. Nem Jack Bauer, literalmente (não foi à toa que Von Trier escolheu o protagonista da série 24 Horas para este filme), salva o apocalipse vislumbrado pelo talentoso, apesar de irregular e exageradamente polêmico, cineasta dinamarquês (de Dogville e Dançando no Escuro). Na primeira metade, a câmera nervosa lembra seus tempos de Dogma 95. Na segunda, o longa cresce – é transcendental para alguns, não tão empolgante para outros, um bom exercício estético na opinião deste escriba. As polêmicas durante o seu lançamento, no Festival de Cannes de 2011 (quando o diretor exagerou em sua tentativa de fazer barulho falando bobagens sobre o Holocausto), prejudicaram o debate em torno do que realmente importa – sua reflexão sobre o fim, que, de certo modo, compõe um díptico com seu título anterior, Anticristo (2009), uma espécie de ensaio bíblico de temática oposta: a gênese de tudo. Drama/Ficção científica, Dinamarca/França/Alemanha, 2011, 106min. Telecine Cult, 12h10min

Leia também: 'A Travessia' oferece experiência de cinema vertiginoso
Cineasta Chantal Akerman morre aos 65 anos em Paris
'Que Horas Ela Volta?', fenômeno do cinema nacional
Diretor de 'No' volta com contundente drama sobre crimes da Igreja
Polanski faz ensaio sobre o masoquismo em 'A Pele de Vênus'

Dossiê Jango
De Paulo Henrique Fontenelle. Este ótimo documentário, assinado pelo mesmo diretor do comovente Loki – Arnaldo Baptista (2008) e de Cássia Eller (2015), investiga a deposição, o exílio e a misteriosa morte do ex-presidente João Goulart, em 1964. Juntamente com O Dia que Durou 21 Anos, filme de Camilo Tavares também lançado em 2013, forma um díptico revelador sobre os acontecimentos em torno do golpe que instaurou a ditadura militar no país. Documentário, Brasil, 2013, 102min. Canal Brasil, 16h05min

Aventura 'Evereste' hesita entre a emoção e o entretenimento
Drama erótico em 3D, 'Love' tem méritos, mas trama é pobre
Walter Salles desvenda Jia Zhang-ke em documentário
Todas as notícias de críticas de cinema em ZH
Leia também: as notícias de televisão

Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco Da Rua Fleet
(Sweeney Todd) – De Tim Burton. Com Johnny Depp. Incursão curiosa e muito interessante da dupla Burton-Depp pelo gênero musical, este filme de visual inspirado (ganhou o Oscar de direção de arte) narra a história de um homem preso injustamente durante 15 anos que, quando consegue a liberdade, reabre sua barbearia e assume a identidade de Sweeney Todd, com a qual busca consumar sua vingança. Drama/Musical, EUA/Grã-Bretanha, 2007, 116min. Cinemax, 16h15min

Leonera
De Pablo Trapero. Com Martina Gusman, Elli Medeiros e Rodrigo Santoro. Um dos filmes mais interessantes da carreira de um dos melhores diretores argentinos da atualidade, este drama sobre uma mulher grávida que vai presa acusada de ter assassinado o namorado tem a melhor atuação da carreira de Martina Gusman. A atriz, que é casada com Trapero, também pode ser vista em Abutres (2010) e Elefante Branco (2012). É uma baita intérprete. E Leonera, que significa "jaula de leões", é um baita filme. Drama, Argentina/Brasil/Coreia do Sul, 2008, 113min. Telecine Cult, 22h

Caminhos Perigosos
(Mean Streets) – De Martin Scorsese. Com Robert De Niro. O primeiro grande filme de Scorsese tem lugar em um violento bairro de imigrantes italianos de Nova York, onde um jovem religioso (Harvey Keitel), sobrinho de um capo da máfia local, tenta em vão se afastar do universo do crime. No papel de Johnny Boy, melhor amigo do protagonista, Robert De Niro inaugurou aqui sua prolífica – histórica, melhor dizendo – parceria com o cineasta, que pouco depois renderia filmes inesquecíveis como Táxi Driver (1976) e Touro Indomável (1980). Drama, EUA, 1973, 110min. TCM, 2h05min

ZERO HORA
 DC Recomenda
 
 Comente essa história