Filmes para assistir na TV nesta sexta-feira universal/Divulgação

Ellar Coltrane em Boyhood

Foto: universal / Divulgação

Boyhood – Da Infância à Juventude
(Boyhood) – De Richard Linklater. Com Ellar Coltrane, Lorelei Linklater, Ethan Hawke e Patricia Arquette. Este drama ficcional acompanha o crescimento de um menino ao longo de 12 anos, analisando seu amadurecimento sobretudo a partir da relação com os pais. É a estética hiper-realista a chave de seu encanto: com saltos no tempo abruptos e um roteiro em reelaboração constante, para incorporar as experiências vivenciadas pela equipe durante o período, Boyhood se conforma a partir de uma combinação rara, talvez única, de naturalidade e complexidade na abordagem das angústias e das descobertas desse momento da vida, fazendo parecer a própria realidade se descortinando diante dos olhos. Um arrebatador ensaio sobre a passagem do tempo, cru em seu retrato da violência doméstica e da imaturidade dos pais contemporâneos, temas caros ao melhor cinema independente norte-americano das últimas décadas. Drama, EUA, 2015, 165min. Telecine Pipoca, 11h15min

Leia também: 'A Travessia' oferece experiência de cinema vertiginoso
Cineasta Chantal Akerman morre aos 65 anos em Paris
'Que Horas Ela Volta?', fenômeno do cinema nacional
Diretor de 'No' volta com contundente drama sobre crimes da Igreja
Polanski faz ensaio sobre o masoquismo em 'A Pele de Vênus'

Feliz Natal
De Selton Mello. Com Leonardo Medeiros. Bom longa de estreia de Selton Mello na direção, paga tributo a John Cassavettes (excessivamente, talvez) ao acompanhar o acerto de contas de uma família no encontro de fim de ano. Só em seu segundo filme, O Palhaço (2011), o ator e diretor passaria da homenagem pura e simples à sua incorporação na construção de um estilo próprio. Já o resgate de grandes nomes da dramaturgia, que marcou o título seguinte, pôde ser visto em Feliz Natal – Darlene Glória, que estava sumida, aparece no elenco. Drama, Brasil, 2008, 105min. Canal Brasil, 22h

Aventura 'Evereste' hesita entre a emoção e o entretenimento
Drama erótico em 3D, 'Love' tem méritos, mas trama é pobre
Walter Salles desvenda Jia Zhang-ke em documentário
Todas as notícias de críticas de cinema em ZH
Leia também: as notícias de televisão

Whiplash: em Busca da Perfeição
(Whiplash) – De Damien Chazelle. Miles Teller protagoniza esta trama sobre um baterista e seu mestre, o carrasco professor de um conservatório de música. Mas é J.K. Simmons, oscarizado intérprete do homem, quem rouba a cena. Seu olhar muitas vezes ambíguo é fundamental para tornar críveis as variações de humor do personagem. Se você não se incomodar com uma certa implausibilidade da história, vai curtir. Drama, EUA, 2014, 107min. HBO, 22h

De Olhos Bem Fechados
(Eyes Wide Shut) – De Stanley Ku­brick. Com Tom Cruise e Nicole Kidman. O último filme de Kubrick está longe de seus melhores, mas tem seus fãs – inclusive os dois protagonistas, casados à época, que chegaram a ameaçar produtores que ousassem mexer na trama após a morte do diretor (Kubrick faleceu aos 70 anos, pouco antes da estreia do longa). A história de infidelidade e jogos de poder no círculo da alta sociedade nova-iorquina é muito bem encenada, mas peca pela inocência. Drama, EUA, 1999, 159min. TCM, 0h

Onde os Fracos Não Têm Vez
(No Country for Old Men) – De Ethan e Joel Coen. Com Tommy Lee Jones, Javier Bardem e Josh Brolin. Parte do público não compreendeu, mas a Academia de Hollywood, demonstrando surpreendente lucidez, consagrou por meio deste filme esquisito e contundente todo o espetacular trabalho dos irmãos Coen. Trata-se de um ensaio sobre a violência, sua psicologia e a cadeia de acontecimentos ligados à ambição que conduzem a ela, lamentável e inevitavelmente – o que não nos impede de rir. Drama/suspense, EUA 2007, 122min. Telecine Cult, 1h50min

ZERO HORA
 Veja também
 
 Comente essa história