Livro revela bastidores de rivalidade entre Sega e Nintendo  Lindy Roquemore/free images

Rixa entre Sonic e Super Mario Bros é tema de A Guerra dos Consoles

Foto: Lindy Roquemore / free images

Rivalidades entre grandes empresas, como Coca-Cola versus Pepsi e Apple versus Microsoft, redefinem a história dos competidores, assim como o intenso combate entre Sega e Nintendo, nos anos 1990, revelou o melhor e o pior de cada uma e mudou para sempre o mundo do entretenimento. De um lado, Sonic. De outro, Super Mario Bros. A rixa entre as duas empresas definiu uma geração, deu origem a uma indústria mundial de US$ 60 bilhões e rendeu o livro A Guerra dos Consoles, recém-lançado no Brasil.

Leia a coluna de games de Gustavo Brigatti

Em 584 páginas, o escritor Blake J. Harris revela os guerreiros, as estratégias e os diversos fronts de batalha da grande disputa entre esses colossos do entretenimento eletrônico pela supremacia no mercado de games. Tendo como base mais de 200 entrevistas com antigos funcionários das duas empresas, a narrativa se desenrola como um thriller corporativo, com reviravoltas dignas das aventuras mais desafiadoras. Não faltam menções a momentos-chave da história dos video games - como a criação do Sonic, os lançamentos dos consoles Mega Drive e Super Nintendo e a chegada do jogo Donkey Kong Country às lojas.

A história está sendo adaptada para o cinema por Evan Goldberg e Seth Rogen, os mesmos de A Entrevista e Ligeiramente Grávidos.



A Guerra dos Consoles
Editora Intrínseca
584 páginas
Preço médio R$ 59,90

Linha do tempo

 

Infográfico - Editora Intrínseca
 DC Recomenda
 
 Comente essa história