Livro traz reflexões e memórias de Kim Gordon, ex-Sonic Youth sonicyouth.com/divulgação

Kim Gordon com Lee Ranaldo, Thurston Moore e Steve Shelley, os caras do Sonic Youth

Foto: sonicyouth.com / divulgação

Novembro de 2011. O Sonic Youth faz no festival SWU, em Itu (SP), o último show de uma carreira de três décadas. No palco, Kim Gordon sabe que aquela é também sua despedida de Thurston Moore (na foto, ambos lado a lado). A descoberta de uma traição por parte dele havia sacramentado a separação do casal de fundadores do grupo nova-iorquino após 27 anos juntos. A turnê sul-americana só foi mantida em respeito aos fãs. A agonia dela com a situação _ não conseguia mais nem olhar para a cara do ex-marido _ é o ponto de partida da autobiografia A Garota da Banda, recém-lançada no país.

Cartaz com suposto line-up do Lollapalooza circula na internet
Leia as colunas de música de Emerson Gasperin

Com o duplo fim, Kim volta seu olhar para trás. Fala da infância, dos pais distantes, da timidez, do irmão esquizofrênico, da paixão pelas artes, da maternidade, da terapia para adiar o divórcio. Entremeadas com passagens relacionadas à parcela significativa da cena alternativa do rock nos Estados Unidos, suas memórias e reflexões expandem o interesse do livro. Não é preciso conhecer o enorme legado do Sonic Youth para se encantar com a história desta mulher que, hoje com 62 anos, solteira e à frente de um novo projeto musical (Body/Head), continua inspiradora.

 

A Garota da Banda
Editora Rocco
288 páginas
Preço médio R$ 34,50
 Veja também
 
 Comente essa história