Morre Steve MacKay, saxofonista do The Stooges, aos 66 anos Facebook/Iggy And The Stooges/Reprodução

Steve MacKay

Foto: Facebook/Iggy And The Stooges / Reprodução

Steve MacKay, o saxofonista que introduziu o sax no punk rock com The Stooges, morreu aos 66 anos.

30 anos de "Rock Grande do Sul": acesse o especial

O ícone punk Iggy Pop, líder do Stooges, anunciou a morte do saxofonista no Facebook: "Steve foi um clássico cara americano dos anos 1960, cheio de amor e generosidade para todos que encontrava. Cada vez que punha o sax nos lábios e tocava iluminava o caminho e encantava a todos. Ele foi um crédito para seu grupo e sua geração. Conhecê-lo era amá-lo".

Message from Iggy on Steve Mackay's passing:"Steve was a classic '60s American guy, full of generosity and love for...

Posted by Iggy Pop on Domingo, 11 de outubro de 2015


Steve ficou especialmente conhecido com o segundo álbum do The Stooges, Fun House, lançado em 1970, no qual seus solos de sax lhe valeram comparações com os grandes nomes do jazz. Em entrevista ao site Punk Globe, ele disse ter sido influenciado por músicos como Charlie Parker, John Coltrane, Stan Getz, King Curtis e Gerry Mulligan.

Carlos Gerbase: O Camisa, o punk e Porto Alegre

Além do The Stooges, o saxofonista também tocou com o grupo The Violent Femmes, no disco The Blind Leading the Naked, de 1986, e trabalhou com artistas como Sonny Vincent, Mike Watt e R. Stevie Moore.

Ainda, Steve participou das gravações dos dois últimos discos do The Stooges: The Weirdness (2007) e Ready to Die (2013), além de acompanhar a banda em turnê.

Iggy Pop diz que nada mais surpreende os jovens

Steve, cuja data exata da morte não foi revelada, morreu de sepse – uma infecção generalizada do organismo. Ele estava internado em um hospital de Daly City, Califórnia.

É o terceiro músico do The Stooges que morreu nos últimos seis anos: o guitarrista Ron Asheton faleceu em 2009, e o baterista Scott Asheton em 2014 .



* Como informações da AFP

 Veja também
 
 Comente essa história