Top 7: filmes (e série) marcantes sobre a Guerra Fria Fox/Divulgação

Tom Hanks em Ponte dos Espiões, de Spielberg

Foto: Fox / Divulgação

Na carona do novo filme de Steven Spielberg, Ponte dos Espiões, elaboramos uma lista com 10 produções que marcaram o cinema (e a televisão) ao abordar a Guerra Fria, confronto que polarizou o mundo pós-II Guerra Mundial entre os comunistas, liderados pela União Soviética, e o capitalismo ocidental representado pelos Estados Unidos. Confira:

Crítica: 'Ponte dos Espiões' é um suspense envolvente

Dr. Fantástico (1964)
O título original é longo: Dr. Stangelove or: How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb ("Dr. Fantástico ou: como aprendi a parar de me preocupar e amar a bomba"). Trata-se de uma obra-prima do humor negro de Stanley Kubrick que traz Peter Sellers em três papéis, um deles o do personagem-título, chamado a uma reunião da alta cúpula militar norte-americana para tentar parar um piloto que está no ar ameaçando jogar uma bomba atômica em território soviético.

The Americans (2013-)
Série de TV da FX (confira crítica aqui) que traz Keri Russell e Matthew Rhys interpretando um pacato casal dono de uma agência de turismo nos arredores de Washington nos anos 1980. Pacato? É apenas fachada: no fundo, eles são dois espiões russos que, depois de pôr os filhos para dormir, prestam serviços à URSS buscando informações e até executando missões que envolvem assassinatos e outros tipos de crime. Em 2016 a série chegará à quarta temporada.

Leia também: Netflix revoluciona mercado com 'Beasts of No Nation'
17 dos 21 longas de Truffaut voltam restaurados aos cinemas
Leia todas as matérias e críticas de cinema em ZH

O Espião que Veio do Frio (1965)
Martin Ritt dirige este grande suspense sobre um espião britânico enviado à Alemanha Oriental para servir como agente duplo. À medida que vão surgindo informações, ele começa perceber que seus companheiros estão desconfiando de seu trabalho. Adaptação da obra de John Le Carré protagonizada por Richard Burton (indicado ao Oscar pelo papel).

Boa Noite e Boa Sorte (2005)
George Clooney dirige e também aparece no elenco deste longa que volta aos anos 1950 para narrar a queda do político Joseph McCarthy a partir de seus embates com o âncora da rede CBS Edward R. Murrow. O senador foi responsável pela "Operação Caça às Bruxas", que acusava (sem provas) cidadãos norte-americanos de serem comunistas.

Sob o Domínio do Mal (1962)
Clássico de John Frankenheimer (que dois anos depois faria Sete Dias de Maio, também sobre a Guerra Fria) que começa com o retorno de militar norte-americano da Guerra da Coreia e sua consagração com homenagens por seus atos de heroísmo. A trama, no entanto, é mais complexa – envolve traumas de guerra, lavagem cerebral e bastidores do poder político, intimamente ligado com os combates, você vai constatar. Com Frank Sinatra, Laurence Harvey e Janet Leigh.

Treze Dias que Abalaram o Mundo (2000)
Um retrato dos 13 dias de outubro de 1962 nos quais o destino da humanidade esteve nas mãos de um pequeno grupo reunido na Casa Branca para examinar a chamada Crise dos Mísseis de Cuba e, entre outras ações, o início de uma guerra nuclear dos EUA com a União Soviética. Kevin Kostner está no elenco, que tem ainda Bruce Greenwood como o presidente John F. Kennedy. Direção: Roger Donaldson.

A Vida dos Outros (2006)
Para terminar, um filme alemão, que ganhou o Oscar de longa estrangeiro e levou seu diretor, Florian von Donnersmarck, a Hollywood. A trama aborda o sistema de vigilância da Alemanha Oriental durante o regime comunista a partir do dilema de um agente que recebe como missão monitorar as atividades de um dramaturgo acusado de conspiração.

ZERO HORA
 DC Recomenda
 
 Comente essa história