Campanha do Criança Esperança 2016 tem enfoque nos jovens e nas mídias sociais Foto: Criança Esperança 2016 / Globo/Ramon Vasconcelos

A juventude não é o futuro do Brasil: ela é o presente e está no centro dos debates, desempenhando papéis importantes de mobilização social. A partir dessa reflexão, a campanha Criança Esperança 2016, apresentada na manhã desta terça-feira, em São Paulo, foca nos jovens. 

Veja como será o Criança Esperança 2016 e confira os projetos catarinenses beneficiados 

Com o tema Como vai você, jovem brasileiro?, o jornalista e apresentador Pedro Bial mediou um debate sobre os temas racismo, violência, educação e gênero, com participação dos quatro mobilizadores do Criança Esperança — Lázaro Ramos, Dira Paes, Flavio Canto e Leandra Leal

Juntaram-se a eles os influenciadores digitais Monique Evelle, que já foi eleita umas das 25 mulheres negras mais influentes no Brasil, Jéssica Tauane, do Canal das Bee, uma das principais vozes jovens contra o preconceito e desmitificação do universo LGBT, Gustavo Empinotti, do Movimento Mapa Educação, de Florianópolis, e Enderson Araujo, do Coletivo Mídia Periférica. A abertura ficou por conta da MC Soffia, que aos 11 anos é um fenômeno da internet com seus raps sobre infância e empoderamento negro e feminino.

O debate, que será exibido na GloboNews neste sábado (18), às 21h, começou com o tema racismo. 

—  É tratado com naturalidade. Não enfrentamos o assunto da maneira como deveríamos. Mas ver a MC Soffia cantando a música dela, isso me dá esperança — comenta Lázaro Ramos.

— Com as novas mídias, mostramos que existimos e resistimos. Mas falta representatividade na mídia tradicional — reclama Monique, que comanda o projeto Desabafo Social, que promove a cultura de direitos humanos, incentivando e estimulando o engajamento de adolescentes e jovens.

Jéssica Tauane, Enderson Araújo, Monique Evelle e Gustavo Empinotti Foto: Globo/Ramón Vasconcelos

No papo sobre educação, a atriz Dira Paes, que interpreta a professora Beatriz em Velho Chico, contou que durante o laboratório para a personagem visitou escolas e viu uma professora perceber como o sistema de ensino é enfadonho ao sentar, depois de muito tempo, no lugar do aluno.

— A escola hoje não é interessante para o aluno. Uma alternativa seria focar em habilidades, trabalhar empreendedorismo e trazer tecnologia para a sala de aula, e isso não é substituir quadro negro pelo slide — concorda Empinotti. O Mapa Educação trabalha para que a educação seja prioridade e busca empoderar jovens como protagonistas dessa mudança. 

— Tem que ensinar a ser cidadão. Fornecer uma educação integral e universal. Discutir gênero, por exemplo — defende Leandra Leal. 

O Criança Esperança deste ano será apresentado no dia 2 de julho, após a novela Velho Chico. Como manda a tradição, neste dia haverá um show transmitido ao vivo. Entre as atrações estão Carlinhos Brown e crianças do The Voice KidsMichel TelóAnitta Luan Santana. Com valores de R$ 7, R$ 20 e R$ 40, as doações serão abertas ao público no dia 18 de junho, pelos telefones 0500 2016  e finais 07/020/040, de acordo com o valor.

 Veja também
 
 Comente essa história