É, amiga, o verão tá acabando Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

A fila sentido Centro no fim da tarde desta terça-feira anunciava: acabou o feriadão. Em Jurerê Internacional, no entanto, alguns clubes recebiam um fervinho sunset com vibe de fim de verão e um público que não parecia preocupado com a volta ao trabalho na quarta-feira.

Na porta do Acqua Plage, um Lamborghini e um Porsche brancos estrategicamente posicionados quase combinavam com a casa pintada de branco e azul. Inaugurado na segunda quinzena de dezembro de 2016, o misto de restaurante e baladinha recebia a festa Beleza Pura, com os DJs locais Rodrigo Luca, Coy, Anão e Tartaruga.

O Acqua tem uma proposta de ser um local mais descontraído, e dá pra sentir isso só de olhar as pessoas que frequentam. Tinha desde gente vinda da praia com sunga, rasteirinhas (tinha até quem estivesse descalça) ou biquíni por baixo da roupa, e outras montadas no salto e na make (uma mistura que sempre acontece em Jurerê, aliás).

Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

Na playlist, Anitta, Buchecha, reggaeton, Bruno Mars e hip hop de anos atrás animavam o público. Na parte de dentro, as pessoas estavam sentadas nas mesas comendo e bebendo mais tranquilamente. Já no deck era onde o sunset estava bombando. O ventinho fresco pós-chuva refrescou o clima à beira-mar e anunciou: o outono está perto.

Bora então aproveitar os últimos momentos. Após a Quarta-feira de Cinzas, o ano finalmente começa para muitos, e os copos cheios de vinho rosé logo devem dar lugar às versões tinto.

— No inverno vai abrir o restaurante nos fins de semana e festas pontuais. Foi um bom verão, tava todo dia cheio mas sem estar lotado, que é uma reclamação do público que frequenta esses lugares — explica o RP Bernardo Amorim.

Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

Quanto custa

Um champanhe Dom Pérignon de 1,5l custa R$ 4100. Para comer, há opções que vão desde mini pastéis de queijo brie com geleia de pimenta ou camarão com sweet Chili cremoso por R$ 28 a porção, até linguine com lagosta grelhada (R$ 115 para uma pessoa). Gim tônica e Aperol Spritz (R$ 30) estão entre os drinques mais pedidos

Há também combos. O mais caro é o Camarote, com uma garrafa de vodca Belvedere 3l, 12 energéticos, dois champanhes Moet Imperial Brut, 2l de sucos, 6 águas e duas carteiras de cigarros por R$ 3200. Quem não tiver tudo isso pode desembolsar R$ 350 por uma garrafa de gim Beefeater com quatro águas tônicas ou uma garrafa de uísque Chivas e seis energéticos, mais uma carteira de cigarros.

A casa funciona como restaurante normal e partir de um horário, geralmente por volta das 16h, passa a cobrar entrada pois vira uma baladinha. Nesta terça-feira, os ingressos custavam R$ 300 masculino com consumação de R$ 200. O feminino custava R$ 100 ou R$ 150 com consumação de R$ 80. Oficialmente, a festa vai até às 22h, mas o restaurante fica aberto até à 1h.

Cafe de la Musique bombou na terça-feira de Carnaval Foto: Tiago Mynt / Divulgação

Cafe de la Musique

Para dar tempo de curtir o sunset de outro clube famoso por esse estilo de festa, o Cafe de la Musique, fomos pra lá por volta das 20h. A vibe era mais de balada ao som de música eletrônica, e a casa estava cheia.

Mas foi na segunda-feira, quando a casa abriu excepcionalmente às 22h com festa até de manhã, o dia mais bombado deste Carnaval. Informações de bastidores dizem que um homem tentou pagar R$ 5 mil só para entrar na casa, que estava lotada, sem sucesso.

Nesta terça-feira, também estava difícil de circular pela área externa do local. Nos copos, líquidos amarelados mostravam que o energético, provavelmente misturado com algum destilado, era o que movia os foliões baladeiros nessa finaleira de feriado.

Um grupo de amigos de São Paulo chamou a atenção com um boné rosa e branco com a frase: F*** me, it's Carnival. Um deles, que não quis se identificar, contou que eles vêm para Floripa todo Carnaval e Ano Novo só para curtir as baladas do Cafe de la Musique e da Posh.

— Mas nossa turma prefere o Cafe, é onde a gente mais se diverte, por causa do clima mais amigável. A gente manda fazer bonés toda vez — disse ele enquanto dava o seu para a repórter. 

Quanto custa

O Aperol Spritz e a Gim tônica custam R$ 37 por lá, e a água mineral sai por R$ 10. Um champanhe Veuve Clicquot 1,5l custa R$ 1900. Há também os chamados Rituais Cafe Floripa, que variam entre R$ 4000 e R$ 4500, dependendo da bebida, e não é nada mais que receber as garrafas na mesa ou no camarote com os foguinhos de artifício acesos. Ostentação que é a cara de Jurerê Internacional.

Dependendo da quantidade de ingressos vendidos, o valor da entrada pode mudar durante a tarde. Na noite desta terça-feira, o ingresso estava custando R$ 200 feminino e R$ 500 masculino. A casa fica aberta oficialmente até às 22h.

Tá acabando, mas ainda não acabou

Nesta quarta-feira, as duas casas ainda recebem as últimas festas para quem ainda tem fôlego. No Acqua, rola o Enterro dos Mortos, em clima mexicano. Já no Cafe de la Musique vai ter show do MC G15, do hit Deu Onda

Leia mais:

Como curtir um sunset em Jurerê

Veja cinco pontos que não funcionaram nos desfiles da Nego Quirido e precisam melhorar

Navegay é sinônimo de democracia nas ruas de Navegantes

Carnaval de Balneário Camboriú resgata as antigas tradições e reúne multidão na orla da cidade

 Veja também
 
 Comente essa história