No aniversário de 80 anos de Paulo José, relembre papéis marcantes do ator gaúcho de Lavras de Sul TV Globo/Divulgação

Foto: TV Globo / Divulgação

Gaúcho de Lavras do Sul, o ator Paulo José completa nesta segunda-feira 80 anos. Com uma carreira marcada por papéis importantes no cinema e participação em pelo menos 25 novelas, o ator acumula personagens importantes, como Macunaíma e Policarpo Quaresma. 

Longe da TV desde 2014, quando interpretou um portador de Parkinson na novela Em Família, Paulo José lida há mais de 20 anos com a doença – que, se não o impede de manter ativo o trabalho de atuação, dificulta a fala, o que exige personagens mais leves.

Leia mais:
Livro reúne 20 histórias insólitas de Porto Alegre
Adele interrompe show para homem fazer pedido de casamento ao namorado no palco; assista
Documentário de Leandra Leal sobre travestis é eleito melhor filme no festival SXSW 

Paulo José Gómez de Souza nasceu em Lavras do Sul, no interior do Rio Grande do Sul, em 20 de março de 1937. Aos 10 anos, foi estudar em Bagé e teve o primeiro contato com a dramaturgia. Já em Porto Alegre, prestou vestibular para Medicina e Arquitetura, além de começar no teatro amador.

No início da década de 1960, Paulo José foi morar em São Paulo e começou a trabalhar com o grupo Teatro de Arena, onde exerceu as funções de ator, contrarregra, assistente de direção, produtor, diretor musical, cenógrafo e figurinista. Estreou em 1961, na peça Testamento de um Cangaceiro, de Chico de Assis. Na mesma década, estreou no cinema, em 1965, atuando no filme O Padre e a Moça, de Joaquim Pedro de Andrade, e na televisão, em 1969, na Globo, estreando no final da novela Véu de Noiva, de Janete Clair.

Ainda na década de 1960, participou de produções de extrema importância para o Cinema Novo, como Macunaíma, dirigido por Joaquim Pedro de Andrade, e Todas as Mulheres do Mundo, de Domingos Oliveira. Seu primeiro grande sucesso em uma novela aconteceu com O Primeiro Amor (1972), de Walther Negrão. Em uma carreira que chega perto dos 60 anos, o ator participou de 25 novelas, 13 minisséries, oito seriados e pelo menos 50 filmes. Como diretor, levou obras de Erico Verissimo, como O Tempo e o Vento e Incidente em Antares, à televisão.

Confira alguns papéis marcantes do ator:

1. Macunaíma (1969)

Ao lado de Grande Otelo, Paulo José deu vida a um dos grandes clássicos da literatura nacional. Na premiada adaptação para o cinema, ele interpreta não só o herói com nenhum caráter, mas também a mãe de Macunaíma.

2. O Primeiro Amor (1972)

O  primeiro grande sucesso em telenovela aconteceu com O Primeiro Amor, de Walther Negrão, em que interpretava mecânico-inventor Shazan, que compunha uma dupla bem-humorada com Xerife, personagem vivido por Flávio Migliaccio. O sucesso da dupla foi tanto que, no mesmo ano, estreou o seriado Shazan, Xerife e Cia, escrito, dirigido e interpretado pelos dois atores e levado ao ar entre 1972 e 1974.

3. Explode Coração (1995)

O ator teve uma atuação marcante na novela Explode Coração, de Gloria Perez. Na trama, ele deu vida ao rico comerciante cigano Jairo, pai da protagonista Dara, interpretada pela atriz Tereza Seiblitz. Dois anos depois, faria novo sucesso com Por Amor (1997), de Manoel Carlos, no papel de Orestes, um alcoólatra casado com Lídia (Regina Braga) e pai de Eduarda (Gabriela Duarte).

4. Policarpo Quaresma, Herói do Brasil (1998)

Mais uma vez, o ator interpretou um dos personagens mais clássicos da literatura nacional: Policarpo Quaresma é um sonhador e um nacionalista que atua no Congresso e quer que o idioma tupi-guarani seja o oficial no Brasil, mas é visto pela sociedade como louco e acaba indo parar no hospício.

5. O Palhaço (2011)

No filme idealizado e protagonizado por Selton Mello, Paulo José recebe quase uma homenagem do ator e diretor: interpreta seu pai, Valdemar, que tem de lidar com a inconstância do filho em relação ao trabalho de palhaço em um circo mambembe.

 Veja também
 
 Comente essa história