Da política à gastronomia, "Amor & Sexo" discute a sacanagem brasileira por diferentes prismas Mauricio Fidalgo / Globo/ Divulgação/Globo/ Divulgação

Foto: Mauricio Fidalgo / Globo/ Divulgação / Globo/ Divulgação

Sucesso nas redes sociais, o Amor & Sexo que foi ao ar na noite de quinta-feira passou da política à gastronomia pelo mesmo prisma: o da sacanagem. Desta vez, participaram do programa comandado por Fernanda Lima nomes como Marcelo Adnet, Marcius Melhem, Georgiana Goes, Luana Martau e Claude Troigros. Mas os convidados especiais que o público esperava não apareceram. A expectativa era que os gêmeos João e Francisco, filhos de Fernanda e Rodrigo Hilbert, fizessem algum tipo de participação, já que a apresentadora postou no Instagram uma foto dos gêmeos fantasiados no set.

Leia mais:
VÍDEO: Demi Lovato desafia James Corden para batalha de divas na TV
"Não será o último assédio", diz Luana Piovani sobre José Mayer

Visita no camarim ,bagunça na certa!Mazzáá!! ¿ #amoresexo17 #hoje #depoisdobbb

Uma publicação compartilhada por Fernanda Lima (@fernandalimaoficial) em

Retrato oficial do Amor & Sexo de hoje! Liga a tv que vai começar! ¿ #amoresexo17 #amoresexo @redeglobo @antonioamancio

Uma publicação compartilhada por Fernanda Lima (@fernandalimaoficial) em

Comidas afrodisíacas, ménage à trois, limites do humor, ética pessoal, religião e corrupção foram os principais assuntos debatidos na atração. No palco, dinâmicas colocaram os convidados no clima do Amor & Sexo. Experimentar pratos especiais — como uma bunda que parecia de gelatina — e dançar ao som de músicas cheias de trocadilhos foram alguns dos desafios.

– A sacanagem é boa quando e boa por todo mundo – definiu o ator Marcius Melhem.

A cantora Virgínia Rodrigues embalou o programa e falou sobre sua fé – o rapper Black Alien também soltou a voz nessa edição. Já outro convidado de destaque foi o economista Eduardo Giannetti, que se manifestou sobre as pequenas e as grandes corrupções do povo brasileiro.

Leia outras no notícias de entretenimento e cultura em ZH


 Veja também
 
 Comente essa história