Músicos de Santa Catarina se apresentam no Rock in Rio Charles Guerra/Agencia RBS

Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

A dois dias do início do Rock in Rio, os catarinenses começam a se preparar para o festival - seja para curtir os shows ou até para subir nos palcos da Cidade do Rock, como é o caso de músicos como o cantor e compositor François Muleka e a violinista Iva Giracca, da Camerata Florianópolis, que se apresentarão no evento. 

Com sete dias de shows - o Rock in Rio ocorre de 15 a 17 e de 21 a 24 de setembro - em sete palcos diferentes, o evento começa apostando no pop.  No primeiro fim de semana, apresentam-se no Palco Mundo, o principal, nomes como Lady Gaga, Fergie, Alicia Keys e Justin Timberlake. 

O line-up eclético, que vai além do gênero que dá nome ao festival, ajuda a atrair um público que nunca foi ao Rock in Rio. O  diretor de marketing Paulo Vitor Medeiros de Matos, de Florianópolis, é um exemplo. Acompanhado do namorado e de uma amiga, ele já está no Rio de Janeiro para se preparar para a apresentação da Lady Gaga, na sexta. 

— É a minha primeira vez no Rock in Rio e num show da Gaga. Estou super animado, porque ela é a minha artista preferida desde a adolescência. Pretendemos chegar cedo para curtir o parque e estamos pensando em ir para perto do palco no fim da tarde, quando estará mais fresquinho, visto que a previsão é de 32º durante a tarde. Queremos ficar o mais próximo do corredor, já que há rumores de que a Gaga vai descer do palco e interagir com o público - vai que, né? — empolga-se.

O trio é tão fã da cantora que está planejando passar na frente do hotel onde ela estará hospedada para ver se ela aparece na sacada. Sobre o repertório, Paulo queria que ela cantasse You and I, Gypsy ou Hair

— Mas, pelo que eu estou acompanhando da última turnê (Joanne World Tour), ela não vai cantar nenhuma dessas. Hair tem um significado muito importante pra mim, pois fala sobre se aceitar, se amar, ser quem você é e respeitar a sua identidade acima de tudo — diz o little monster (apelido que recebem os fãs a cantora).

Saiba mais sobre os representantes de Santa Catarina no festival

Nesta sexta-feira (15), o cantor François Muleka participa de um show em um estande da Sky na Cidade do Rock. O músico foi convidado para participar do reality show para a web Na rota do Rock, em que, ao lado de outros três artistas, debate questões como os desafios vividos por um artista independente. 

— Nunca me imaginei tocando num festival desses. Lembro que um dia estava tomando um banho e tinha um rodo no chuveiro. Eu o peguei e fingi tocar uma guitarra, imaginando uma situação assim, com muita gente. Não é muito meu perfil, sou meio travado, só de tocar para algumas pessoas já fico um pouco acuado. Mas é uma ótima oportunidade que estou tendo, ainda mais como músico que mora fora do fervo cultural — conta Muleka, que acredita que participar de um projeto como esse pode ajudar a abrir possibilidades para outros artistas.

Além do cantor, paulista filho de congoleses radicado na Capital catarinense, participaram também Dani Vellocet, Jonavo e Paula Cavalciuk. Os episódios foram gravados durante uma viagem de motorhome de São Paulo ao Rio, e alguns já estão disponíveis no Youtube. O último vai mostrar a apresentação dos artistas no festival.

Já no dia 24, último domingo do festival, é a vez da violinista Iva Giracca se apresentar ao lado da banda paulistana de rock República, a partir das 18h no Palco Sunset. Spalla (nome dado ao primeiro violinista de uma orquestra) da Camerata Florianópolis, Iva foi convidada pelo vice-presidente artístico do Rock in Rio Paulo Fellin para participar do show. Apesar de ter formação em violino e experiência profissional com a música erudita, ela é acostumada com o rock e já fez parte de bandas do gênero - atualmente, Iva também toca no grupo Anjo Mal.

— Minha história com o rock começou na faculdade, tocava numa banda de rock progressivo em Santa Maria (RS). Sempre levei isso em paralelo à música erudita, já fiz outros trabalhos e estive aberta a outros estilos musicais. O fato de eu tocar na Camerata fez diferença, porque além dos trabalhos eruditos tem parcerias com artistas de outros estilos. Isso abre horizontes — comenta a violinista, que toca na orquestra há cerca de 14 anos.

É a terceira vez que a banda República se apresenta no Rock in Rio e a segunda de Iva - em 2015, ela subiu no palco no show que uniu a Camerata e o guitarrista Steve Vai.

— Sou super grata a todo o grupo. Dessa vez, eu estou indo sozinha mas sei que é fruto dum trabalho que não foi só meu. Se eu estou em destaque na orquestra, é porque existe a orquestra. A Iva violinista é uma figura que está indo para o festival representar o grupo todo — completa. 

Leia mais:  

De Lady Gaga a Justin Timberlake: primeiro fim de semana do Rock in Rio vai ser pop

"A Camerata Florianópolis foi a melhor pra mim até agora", revela Steve Vai sobre o show no Rock in Rio 2015

Leia uma entrevista com o vice-presidente artístico do Rock in Rio, Paulo Fellin 



 Veja também
 
 Comente essa história