Após acidente no Ceará, casal de Florianópolis que viajava de Kombi pela América do Sul volta para SC Uma Volta de Kombi/Reprodução/ Facebook

Kombi após o acidente sofrido no Ceará

Foto: Uma Volta de Kombi / Reprodução/ Facebook

Planejada para seguir por pelo menos mais um ano, a viagem Uma Volta de Kombi, do casal Daniela Pregardier, 31 anos, e Rodrigo Matias, 32 anos, pela América do Sul foi interrompida no último dia 27 de outubro, quando o veículo usado na aventura, que também era a casa dos dois, se envolveu em um acidente no Ceará. Um caminhão atingiu a traseira do carro após o motorista dormir ao volante. Daniela machucou o pulso, além dos diversos hematomas, e Rodrigo bateu a cabeça, ferimentos que eles mesmo consideram leves perto dos danos materiais. A Kombi, chamada pelo casal de Kombinet, teve a estrutura do chassi danificada e o interior, adaptado, quebrado, impossibilitando o restante da saga.

Agora, passados quase 20 dias desde o acidente, o casal ainda se recupera do susto. Por burocracias na liberação da apólice do seguro, que cobriria parte dos gastos da reforma da Kombi, Daniela e Rodrigo optaram por voltar para Florianópolis, onde têm parentes. A viagem, dessa vez, foi de avião. O casal precisou deixar o veículo em uma oficina no Ceará e desembarcou na capital de Santa Catarina nesta terça-feira. 

— A gente está em uma situação difícil por não conseguir uma resposta da seguradora, e tudo o que a gente tinha estava investido ali, só que também a ideia não é se fazer de vítima da situação. Isso é uma coisa que acontece. O que não deveria acontecer é a seguradora demorar tanto para nos dar uma resposta. Nosso projeto sempre falou sobre superação, sonhos, sobre ser possível fazer as coisas e, então, acho que não podemos desmerecer todo o trabalho que fizemos até agora fazendo desse acidente uma grande derrota. Quem bateu na gente foi um caminhoneiro que dormiu, não culpamos ele, apesar de ter responsabilidade, mas existe todo um problema social por trás disso —explica Daniela. 

Casal de SC que viaja de Kombi pela America do Sul sofre acidente no Ceará e suspende viagem
Interior do veículo, que era usado como casa, também ficou danificadoFoto: Uma Volta de Kombi / Reprodução/ Facebook

Apesar do revés, a vontade de viajar e de dar continuidade aos projetos e ao estilo de vida que construíram ao longo desses quase três anos não mudou. O próximo passo ainda não foi definido pelos aventureiros. Daniela conta que após a Kombi ser reformada, ou a viagem será retomada de onde parou, no Ceará, ou então o casal fará uma nova partida, saindo novamente do Sul e percorrendo o Brasil. 

— Se a seguradora, até o fim do mês, não se manifestar, nós iremos voltar para buscar a Kombi e daí iremos pelos nossos meios. Talvez a gente peça algum tipo de ajuda, por vaquinhas na internet ou algo assim, mas só em últimos casos. A vontade de viajar e seguir na estrada não desapareceu, o que tivemos é um momento de pausa nesse projeto para ver quais são as possibilidades, para se reestruturar. Mesmo com isso, a sensação que temos é de que valeu cada quilômetro. Eu sempre falo que meu sonho era viajar e nós concluímos ele, não talvez da maneira como imaginamos, mas concluímos. Estamos com o coração tranquilo de que realmente contornamos a América do Sul, nos faltou um pedacinho ou outro. Não importa o que é o sonho, basta correr atrás — motiva a ex-empresária.

Ao todo, o casal, que está junto há 13 anos, percorreu oito países e visitou cerca de 450 cidades. Antes de optar pela aventura, Daniela e Rodrigo administraram por cinco anos uma loja de doces no Floripa Shopping. Quando estavam prestes a vender a primeira franquia da loja, decidiram vender toda a operação e investir o dinheiro na reforma e adaptação da Kombinet

Casal de SC que viaja de Kombi pela America do Sul sofre acidente no Ceará e suspende viagem
Durante a viagem, em dezembro de 2016, na AmazôniaFoto: Uma Volta de Kombi / Reprodução/ Facebook

Daniela ainda conta que a ideia da viagem surgiu quando ela e Rodrigo se conheceram, durante um mochilão que ela fazia. Na época, morando em Porto Alegre, a jovem não sabia se o relacionamento teria futuro, e por isso prometeram um ao outro que, se completassem 10 anos juntos, fariam a viagem. Na mudança dela para Florianópolis, o casal encontrou a revista que teria inspirado a promessa e decidiram cumprir as juras feitas no início do relacionamento. 

Leia abaixo o relato feito pelo casal após o acidente:


 Veja também
 
 Comente essa história