"Mulher-Maravilha" é o filme de super-herói de origem mais rentável da história do cinema Warner Bros/Divulgação

Gal Gadot, em "Mulher Maravilha"

Foto: Warner Bros / Divulgação

Quatro meses depois de sua estreia mundial, o filme que conta a história da Mulher-Maravilha, a amazona Diana Prince, continua quebrando recordes. Ao arrecadar US$ 821,74  milhões em bilheterias, o longa protagonizado pela israelense Gal Gadot se tornou o mais lucrativo dentre as produções que retratam a origem dos super-heróis. Durante 15 anos este recorde pertencia ao primeiro Homem-Aranha, lançado em 2002, e protagonizado por Tobey Maguire, que arrecadou US$ 821,70 milhões em seu período de estreia. 

Mulher-Maravilha também é o quinto maior no quadro geral de bilheterias de filmes de heróis, desbancando Capitão América: Guerra Civil (2016), que reúne Homem de Ferro, Capitão América e Homem-Aranha, e ficando atrás somente de Os Vingadores (US$ 623,3 milhões), O Cavaleiro das Trevas (US$ 534,8 milhões), Vingadores: Era de Ultron (US$ 459 milhões), O Cavaleiro das Trevas Ressurge (US$ 448 milhões) e Mulher-Maravilha (US$ 409,5 milhões).

O longa tem ainda o título de maior bilheteria mundial de filme dirigido por uma mulher – Patty Jenkins assina a direção. O segundo filme da franquia tem estreia prevista para 13 de dezembro de 2019. A heroína poderá ser vista no dia 16 de novembro no filme Liga da Justiça, ao lado de Batman, Flash, Aquaman e Ciborg.

Leia mais:

Após denúncias de assédio sexual, Kevin Spacey é demitido de "House of Cards"

HBO confirma produção de série derivada de "Game of Thrones"

Filme brasileiro "Gabriel e a Montanha" é uma celebração à natureza humana e suas falhas

 Veja também
 
 Comente essa história