Escolher uma nova série à qual dedicar longas (e maravilhosas) horas da sua vida é uma arte dominada por poucos. Para ajudar, elaboramos uma seleção com 25 séries para você assistir que estão disponíveis na Netflix. Guarde nos favoritos do navegador, mande o link para os amigos e divirta-se.

1. Grey's Anatomy

Foto: ABC / Divulgação

O dia a dia de um hospital recheado com bons dramas pessoais da equipe de médicos. A trama gira em torno da cirurgiã Meredith Grey (Ellen Pompeo) e seus conflitos com familiares, amigos e pacientes. Principal série da superprodutora Shonda Rhimes – e uma das mais longas produções americanas dos últimos anos –, está na 13ª temporada (no Brasil, exibida pelo canal pago Sony). 12 primeiras estão disponíveis.

2. How to Get Away with Murder

How to get away with murder
Foto: ABC / Divulgação

Thriller de suspense jurídico sobre um grupo de estudantes de direito e sua professora, a brilhante advogada criminal Annalise Keating, papel de Viola Davis (pelo qual ganhou o Emmy em 2015). Ela vê sua vida mudar quando, junto com seus alunos, se envolve em uma trama de assassinato. Duas temporadas disponíveis.

3. Orange Is the New Black

OITNB Season 5, Taylor Schilling, Danielle Brooks, Vicky Jeudy, Adrienne C. Moore, Amanda Stephen
Foto: JoJo Whilden / Netflix,divulgação

Ora comédia, ora drama, essa produção original da Netflix conquistou público e crítica ao mostrar a vida das detentas da Penitenciária de Litchfield. A trama parte da história verídica de Piper (Taylor Schilling), uma mulher condenada por tráfico de drogas após transportar uma mala de dinheiro a pedido da ex- namorada, Alex Vause (Laura Prepon). As duas acabam se reencontrando na cadeia, mas a trama delas é complementada com as boas histórias das demais detentas, com destaque para Crazy Eyes (Uzo Aduba), Red (Kate Mulgrew) e Tastee (Danielle Brooks). Quatro temporadas.

4. Cara Gente Branca

Baseada no aclamado filme independente homônimo, esta série satiriza a “América pós-racial”.  A atração causou polêmica em sua estreia no ano passado por mostrar o cotidiano de uma das mais refinadas universidades norte-americanas e as situações de racismo que alunos negros são obrigados a enfrentar. A série aborda temas como apropriação cultural, relacionamentos, amizades, normas de gênero, bots racistas, teorias da conspiração, Jesus, maconha e muitos outros. 2 volumes.

5. Sherlock

Benedict Cumberbatch e Martin Freeman encarnam com excelência uma versão mais realista e contemporânea dos personagens de Sir Arthur Conan Doyle – Holmes é o problemático e muito excêntrico detetive, enquanto Watson é uma figura independente e bem mais carismática em comparação aos livros. Andrew Scott vive um Jim Moriarty necessário para tornar os casos de mistério mais complexos e envolventes. Três temporadas.

6. Stranger Things

Stranger Things, segunda temporada. Na foto estão Gaten Matarazzo, Finn Wolfhard, Caleb McLaughlin, Noah Schnapp
Foto: Jackson Lee Davis / Netflix,Divulgação

Resgatando elementos dos clássicos filmes dos anos 1980 – em especial, os de terror, sci-fi e suspense –, Stranger Things conta, em oito episódios, a história da busca por um garoto que desapareceu sem deixar rastros e em circunstâncias suspeitas. Explorando fenômenos sobrenaturais que envolvem o sumiço de Will Bayers (Noah Schnapp), a produção recria o ambiente de 1983 em uma cidadezinha de Indiana, nos Estados Unidos. Os amigos de Will decidem não esperar pela polícia e embarcam em uma aventura para encontrá-lo.

7. Black Mirror

Douglas Hodge e Letitia Wright em cena de Black Museum, episódio da quarta temporada da série Black Mirror
Foto: Netflix / Divulgação

Desde que foi apresentada, em 2011, a série britânica Black Mirror vem pautando discussões sobre a fidelidade ou o exagero com que retrata um futuro bastante próximo, no qual a tecnologia, em meio às tantas benesses que proporciona, submete as pessoas a uma perigosa relação de passividade e dependência. O registro de uma distopia à vista, com um mundo habitado por zumbis eletrônicos ou cobaias à mercê de corporações com interesses nefastos, ganhou ainda mais visibilidade sob a chancela da Netflix. Quatro temporadas.

8. The Killing

The Killing (2011 – 2014) é uma exceção à regra de que a versão americana nem sempre tem a força da produção de seu país original – no caso a dinamarquesa Forbrydelsen. Convocados a elucidar o assassinato de uma adolescente, os policiais Sarah Linden (Mireille Enos) e Stephen Holder (Joel Kinnaman, o novo RoboCop) têm de encarar uma família dilacerada e os poderosos da cidade. E, enquanto isso, lidar com seus próprios demônios. Graças à devoção dos fãs, após três temporadas da AMC, a série ganhou uma quarta, desta vez pela Netflix. Quatro temporadas.

9. Dark

Louis Hofmann em cena de Dark, série alemã de Ficção Científica
Foto: Julia Terjung / Netflix,Divulgação

Primeira produção alemã do serviço de streaming, esta série ganhou o apelido de "Stranger Things da Alemanha". A trama gira em torno do desaparecimento de uma criança, o que acaba abalando a vida de quatro famílias de uma pequena cidade. O que eles não esperavam é que as respostas para o sumiço podem se encontrar no passado e em acontecimentos sobrenaturais. Uma temporada disponível

10. Suits

Um grande escritório de Nova York que só contrata advogados formados em Harvard é o cenário desta série. Quando o talentoso e arrogante Harvey Specter (Gabriel Macht) precisa encontrar um assistente, o melhor que aparece é Mike Ross (Patrick J. Adams), um jovem gênio que nunca cursou uma faculdade. Juntos, os dois precisam trabalhar não apenas para vencer seus casos nos tribunais, mas também para manter o segredo intacto. Sete temporadas.

11. Friends

Um dos maiores fenômenos da TV, a sitcom sobre seis amigos de 20 e tantos anos que moravam em Nova York, dividindo as alegrias e as barras de quem busca um lugar ao sol no mundo adulto, teve 10 temporadas. Todas com sucesso: o derradeiro episódio, por exemplo, foi visto por cerca de 52,5 milhões de americanos. 10 temporadas.

12. Narcos

Criada por José Padilha e estrelada por Wagner Moura, a primeira temporada da série em 10 episódios conta o surgimento do Cartel de Medellín e a ascensão do traficante colombiano Pablo Escobar (1949 – 1993), um dos criminosos mais poderosos da história. Três temporadas disponíveis na Netflix – que também oferece a boa minissérie colombiana Pablo Escobar, el Patrón del Mal.

13. House of Cards

Foto: Reprodução

Uma das mais festejadas séries dramáticas deste século 21 , traz Kevin Spacey como um inescrupuloso parlamentar americano em sua escalada rumo ao topo do poder. Ele faz qualquer coisa – qualquer coisa mesmo – para chegar lá, e ainda conversa com a câmera como se o espectador fosse um confidente. Foi a primeira produção própria da Netflix a ser aclamada por público e crítica. Cinco temporadas.

14. The Walking Dead

As clássicas histórias de terror com zumbis readaptadas em um grande clássico recente. Desde que estreou, em 2010, The Walking Dead chamou a atenção pelo enredo que não deixa o espectador escapar, a cenografia e os efeitos estéticos que deixam os mortos-vivos perfeitos e as atuações intensas de todos os protagonistas. É uma das séries mais populares dos últimos tempos e segue no ar, na sétima temporada pelo canal pago Fox. Seis temporadas.

15. Alias Grace

Baseada na obra homônima de Margaret Atwood, acompanha uma jovem irlandesa condenada muda-se para o Canadá para trabalhar como empregada doméstica e é condenada pelo assassinato de seu patrão e da governanta da casa. Passados 16 anos do caso, um psiquiatra tenta desvendar o mistério e descobrir a verdade por trás da história. Uma temporada disponível

16. Demolidor

O herói dos quadrinhos não é um dos mais importantes da Marvel, e o filme com Ben Affleck (Demolidor: o Homem sem Medo) foi muito criticado, mas a série produzida para a Netflix é bem amarrada, tem belos cenários e conta com a boa atuação do quase desconhecido Charlie Cox no papel de Matt Murdock, o advogado cego que salva vidas nas horas vagas. Duas temporadas.

17. Unbreakable Kimmy Schmidt

Uma garota é salva após viver anos em um bunker, mantida por um pastor devido a um falso apocalipse . A personagem da atriz Ellie Kemper vai então morar em Nova York e não tira mais o sorriso de satisfação do rosto. Ela ganha a companhia de Titus, um ator iniciante, Lillian, dona do local onde vai morar, e Jacqueline, uma patroa meio maluca – formando uma trupe que garante boas risadas. Quatro temporadas.

18. Weeds

Mary-Louise Parker vive uma mãe de família que, após a morte do marido, torna-se a principal traficante de drogas de uma pequena cidade da Califórnia. Ela precisa conciliar os desafios de ser mãe solteira de dois filhos e manter-se despercebida pelas autoridades locais.  Oito temporadas

19. The End of the F***ing World

Acostumado a matar animais, James decide dar um passo importante: matar, pela primeira vez, uma pessoa. Como candidata, ele escolhe Alyssa, uma impetuosa garota que entra em sua vida. Antes que o plano do rapaz seja executado, os dois descobrem que têm mais em comum do que imaginavam e resolvem partir em uma aventura, deixando para trás os pais e a escola. No meio do caminho, incidentes ocorrem e a dupla acaba se metendo em uma bola de neve de problemas. Uma temporada disponível

20. La Casa de Papel

La Casa de Papel, série da Netflix
Foto: Netflix / Divulgação

Esta série espanhola tornou-se sensação entre os usuários brasileiros da Netflix. A trama acompanha um grupo de oito assaltantes que resolvem tomar a Casa da Moeda de Madri para um dos maiores roubos da história. Comandados por um líder que orquestra tudo dos bastidores, os bandidos passam dias no local, em uma longa negociação com a polícia. 

21. Breaking Bad

Narra a saga de um professor de química fracassado que descobre ter câncer e passa a vender metanfetamina para pagar pelo tratamento – e deixar algum dinheiro para a mulher e o filho. Com uma atuação histórica de Bryan Cranston, a trama cresce a cada episódio e deixa o espectador quase sem fôlego ao mostrar a ascensão do protagonista rumo ao domínio do tráfico de drogas de Albuquerque. Cinco temporadas.

22. Better Call Saul

Coadjuvante que caiu nas graças dos fãs de Breaking Bad, o advogado picareta Saul Goodman, vivido por Bob Odenkirk, ganhou sua própria série. E se deu bem, apesar da gigantesca sombra da série matriz, uma das mais aclamadas produções da história da TV americana. Better Call Saul tem sua trama ambientada anos antes, quando ele atendia pelo nome Jimmy McGill. Jovem problemático, Jimmy consegue se formar em direito e ensaia uma carreira promissora com seu talento e bom coração, mas graças à falta de sorte, aos tombos do destino e a vocação para meter os pés pelas mãos, vive na maior dureza trabalhando por tostões até perceber um caminho mais promissor do outro lado a lei. Três temporadas.

23. Penny Dreadful

Penny Dreadful era o nome de folhetos de horror sensacionalista vendidos a um "penny" na Londres vitoriana. E o seriado criado por John Logan para o canal Showtime, estrelado por Eva Green e Josh Hartnett, é fiel ao material de origem, cruzando figuras clássicas do horror gótico, como Frankenstein e Dorian Gray, em uma Londres sombria e decadente. Três temporadas.

24. Ozark

O consultor financeiro Marty Byrde  (Jason Bateman) ganha a vida secretamente trabalhando para um cartel de drogas mexicano. Quando o patrão da organização criminosa descobre as falcatruas do seu parceiro, Byrde precisa fugir com a família de Chicago para a pequena cidade de Ozark. Lá, ele tem a tarefa de lavar uma fortuna, sem que seja percebido pelas autoridades ou pelos criminosos locais. Uma temporada disponível

25. The Crown

Claire Foy interpreta a rainha Elizabeth na série The CrownFoto: Netflix / Divulgação

Inspirada em fatos reais e adaptada da peça de teatro The Audience, a produção mostrará a ascensão da a rainha Elizabeth II (Claire Foy, que ganhou o Globo de Ouro pelo papel em 2017) ao trono britânico após a morte precoce do pai, o rei George VI (Jared Harris), no começo da década de 1950. Além de mostrar como a chegada ao trono interferiu no casamento da jovem rainha com Philip Mountbatten (Matt Smith, de Doctor Who), a trama também foca na relação da rainha com o lendário primeiro-ministro Winston Churchill (John Lithgow), e com a irmã, a princesa Margaret (Vanessa Kirby). Duas temporadas.

 Veja também
 
 Comente essa história