Na tarde desta quinta-feira (17), a rádio Jovem Pan divulgou nas redes sociais uma campanha inspirada no dia contra a LGBTQfobia. O teor da publicidade, entretanto, não agradou os internautas, que acusaram a empresa de estar tentando lucrar em cima de um fato mórbido. No slogan da campanha se lê:

"O Brasil é o que mais mata LGBTI+. Se você fosse a próxima vítima, qual seria sua última música"

O tuíte incentiva que seguidores respondam utilizando a hashtag #MinhaÚltimaMúsica. A iniciativa, que propõe uma interação com os ouvintes, desagradou o público por utilizar um tema mórbido, ainda mais sobre um fato terrível como este - do Brasil ser o país que mais mata LGBTI+.

Seguidores comentaram o conteúdo da campanha e pediram para que ela saísse do ar. Entre as principais reações, a drag queen e cantora Pabllo Vittar postou um vídeo revoltada, afirmando que não gostou da campanha e desmentindo um boato de que ela estaria apoiando a publicidade. Confira as reações:


 Veja também
 
 Comente essa história