Mr. Catra morre em São Paulo Darlan Schwaab/Divulgação

Mr. Catra

Foto: Darlan Schwaab / Divulgação

Referência para o funk, o músico carioca Mr. Catra morreu no fim de tarde deste domingo (9). Catra estava internado no Hospital do Coração, em São Paulo, lutando contra um câncer no estômago, que foi diagnosticado em dezembro de 2017. Ele deixou três esposas e 32 filhos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do funkeiro e também por uma das filhas em uma postagem na internet

"É com enorme pesar que comunicamos o falecimento do amigo e cliente, Wagner Domingues Costa o Mr Catra, que nos deixou na tarde deste domingo, 09, em decorrência de um câncer gástrico. O cantor e compositor estava internado no hospital do Coração (HCor), em São Paulo, e já vinha lutando contra a doença. A informação foi dada a família pelo cirurgião oncológico, Dr. Ricardo Motta, por volta das 15h20 da tarde. Catra deixou três esposas e 32 filhos. Neste momento de sofrimento, agradecemos o carinho, cuidado e compreensão dos amigos da imprensa, e pedimos, gentilmente, para que respeitem o momento de tristeza da família", diz o comunicado enviado pela assessoria de imprensa do funkeiro. 

Em abril deste ano, o funkeiro publicou uma foto em seu Instagram se manifestando sobre a doença. Na ocasião, ele afirmou que o tratamento estava indo muito bem e que sua saúde estava melhorando:

"Só para deixar claro, meu tratamento está indo de vento em popa e se tudo continuar indo assim, em breve estarei curado. Tudo graças a Deus, aos médicos e às orações que estou recebendo. Espero poder viver o suficiente para fazer o que mais amo nesse mundo, que é cantar e deixar todos os meus filhos muito bem encaminhados", escreveu.

Catra se tornou ícone do funk em meados dos anos 2000, quando lançou Adultério, paródia do hit dos anos 1980 Tédio, da banda Biquini Cavadão. 


 Veja também
 
 Comente essa história