Dez pontos da volta por cima do Avaí no Campeonato Brasileiro Marco Favero/Agencia RBS

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Dez de 12 pontos, incríveis 83,3% de aproveitamento. O Avaí é o líder do returno do Campeonato Brasileiro com campanha igual à do primeiro colocado Corinthians após a arrancada inicial na competição. O Diário Catarinense aponta os motivos para cada ponto conquistado, para justificar a façanha do Leão no começo da segunda parte do torneio. Confira: 

1. Douglas
Antes dele, a equipe tinha o aproveitamento de 18,5%. Apenas com Douglas na meta, o Avaí conquistou 54,7% dos pontos disputados. Precisa dizer algo mais?

 FLORIANOPOLIS, SC, BRASIL, 27/07/2017 - Goleiro do Avaí: DouglasLocal: FlorianópolisIndexador: Betina HumeresFonte: DC
Aproveitamento da equipe quase triplica desde quando o goleiro virou titularFoto: Betina Humeres / DC

2. Junior Dutra
O atacante fez três dos quatro gols do Avaí neste returno. Adaptado a atuar pelos lados de campo, o centroavante de ofício se encaixou na beirada para que Joel comande a ofensiva.

3. Claudinei Oliveira
A paciência com o treinador em momentos críticos foi recompensada. Claudinei encontrou a forma de fazer o Avaí render e ainda cria alternativas. Além do resultado na classificação, a renovação de contrato até o fim do próximo ano foi um injeção de confiança e tanto no técnico.

Claudinei Oliveira , Claudinei , Avaí , técnico
Renovação de contrato injeta confiança no trabalho do técnicoFoto: André Palma Ribeiro / Avaí FC

4. Betão
Experiência que faz a diferença. Principalmente na elite nacional, o defensor virou referência técnica e solidificou a identificação conquistada com o torcedor. Isso também por causa da postura do atleta em campo. O zagueiro demonstra ser inesgotável aos 33 anos, se enfia na frente de qualquer bola atentada contra a meta azurra.

5. Banco de reservas
A escalação titular está fixada, inclusive na cabeça do torcedor. Porém, quando uma troca é obrigatória, os suplentes que têm entrado dão conta do recado. Nos quatro jogos do returno, quatro atletas – o zagueiro Airton, o volante Luan e os atacantes Willians e Romulo – foram solicitados e não comprometeram.

6. Capa
O lateral-esquerdo tem sido uma atração do Avaí nas partidas. Em sua primeira Série A do Campeonato Brasileiro, Capa é o sétimo jogador da competição em desarmes (média 2,7 por partida, 59 ao todo). A dobradinha com Juan deixou o lado esquerdo da equipe consistente na defesa e no ataque.

7. Judson
O 1,69m pode não causar temor nos adversários, mas Judson conquistou o respeito dos rivais por causa da sua pegada. O volante é o oitavo atleta do campeonato em quantidade de faltas cometidas (2,2 por jogo). Ainda assim, ficou ausente por causa de suspensão em apenas duas partidas até agora.

8. Preparação física
A baixa quantidade de lesões, principalmente musculares, é notável. E também o fôlego do Avaí para suportar a pressão dos adversários nos instantes finais. Este desempenho é fruto do trabalho da preparação física da equipe, comandada por Jaelson Ortiz.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL, 25-04-2017 - Entrevista com o presidente do Avaí, Francisco Battistotti. Fotos no estádio da Ressacada.
Gestão Battistotti tem marca da eficiência financeira e algo raro nos últimos anos do clube: salários em diaFoto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

9. Salários em dia
Algo raro no Avaí dos últimos anos, e uma marca da gestão do presidente Francisco Battistotti. O clube não vai além de sua capacidade financeira justamente para poder garantir que os pagamentos continuem a ser feitos sem atrasos.

10. Comprometimento do grupo
O comprometimento é o que une os atletas do conjunto azurra. Todos os jogadores citam a luta pela permanência como primeira prioridade no trabalho com a veste do clube. Sentimento que faz com que a limitação técnica seja superada.

Leia mais informações sobre o Avaí
Acesse a tabela da
Série A do Brasileirão


 Veja também
 
 Comente essa história