Sem dó, Avaí goleia o CRB e entra no G-4 da Série B Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

Goleada rara e que confirma a ascensão do Avaí e o bom desempenho como visitante. O Leão passou por cima do CRB na noite desta terça-feira, na abertura da sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com autoridade, a equipe azurra goleou os donos do Rei Pelé. O 4 a 0 ainda rendeu a entrada no G-4 da competição. Assim como no clássico da Capital, Rodrigão foi o personagem azul e branco, com dois gols e uma assistência.

Os dois triunfos como visitante, o desta terça e sobre o arquirrival Figueirense no último sábado, além de colocar a equipe azurra entre os quatro primeiros vira combustível para a missão na sexta-feira seguinte, no dia 25. Às 19h15min, o Leão busca a primeira vitória como mandante na competição. A Ressacada é palco do duelo contra o Paysandu, pela sétima rodada.

O jogo

À vontade para jogar fora da Ressacada como de costume, o Avaí abriu o placar com apenas 10 minutos. Depois de cruzamento pelo lado esquerdo, Pedro Castro, que voltou à equipe após ausência no clássico por causa de veto do departamento médico, atentou contra o gol de João Carlos. O goleiro rebateu e Rodrigão não perdoou. Emendou o rebote para o fundo das redes. Porém, o CRB também chegava e obrigava Aranha a mostrar repertório. No primeiro minuto, o arqueiro saltou para ir ao cantinho e espalmar o chute de Diego Rosa. Aos 15, no reflexo, evitou que a cabeçada de Neto Baiano entrasse. Dez minutos depois, fez duas defesas seguidas: a primeira na pancada na falta do próprio Neto Baiano e depois no chute de Flávio Boaventura, que tentou aproveitar a rebatida.

A vantagem ajudou o Leão a se readaptar com uma mudança fora dos planos. Romulo acusou dores e teve de ser substituído por Getúlio com apenas 20 minutos de jogo. A equipe se ajeitou e aumentou a contagem. Aos 29, Guga desceu pela lateral e botou de lado para Rodrigão. De costas, ele rolou para encontrar Renato de frente. Ele mandou forte e colocado no canto antes de sair para comemorar o segundo tento azurra. Além de lenta, a defesa regatiana ficou bagunçada. Aos 34, Rodrigão recebeu cruzamento de cara com as redes, mas a cabeçada passou rente. Não fez falta, porque no minuto seguinte o Avaí ampliou.

Getúlio botou para Capa arrancar do lado esquerdo para o interior da área, na diagonal. Ele deu um corte no zagueiro e petrificou o goleiro quando apareceu na sua frente. João Carlos só conseguiu ver a bola entrar pela terceira vez na sua meta. Com o jogo praticamente resolvido, o Avaí voltou do intervalo sem Pedro Castro, para preservar o atleta. André Moritz entrou em ação na equipe que passou a administrar o resultado. O CRB não conseguia construir jogadas. Tanto que as melhores chances foram na bola parada. Como no comecinho da etapa, na falta de Neto Baiano que Aranha espalmou e Capa completou mandando para fora.

Mas o Avaí não estava em campo apenas para estar o segundo tempo passar. Na primeira descida, aos 14 minutos, a quarta bola foi guardada na sacola alagoana. André Moritz aparou na frente da área e tentou o arremate. A defesa afastou mal, no pé de Rodrigão. Ele mandou pra rede e comemorou pela segunda vez na noite. Dez minutos depois, o susto foi no campo de ataque azurra. Em um choque forte que deixou Capa no chão, desacordado. Batida forte que tirou o ala esquerdo da partida e deu espaço para João Paulo. Desde então, também o CRB esperou pelo último apito de Vinicius Furlan no Rei Pelé.

FICHA TÉCNICA

CRB
João Carlos; Ayrton (Bruno Paulo), Edson Borges, Flávio Boaventura e Diego; Tinga, Lucas, Diego Rosa (Leílson) e Edson Ratinho; Willians Santana (Mazola) e Neto Baiano. Técnico: Júnior Rocha.
AVAÍ
Aranha; Alemão, Betão e Airton; Guga, Judson, Renato, Pedro Castro (André Moritz) e Capa (João Paulo); Romulo (Getúlio) e Rodrigão. Técnico: Geninho.

GOLS: Rodrigão, aos 10 do primeiro tempo e aos 14 do segundo tempo, Renato, aos 29 do primeiro tempo, e Capa, aos 35 do primeiro tempo (A)
CARTÕES AMARELOS: Betão (A).

ARBITRAGEM: Vinicius Furlan, auxiliado por Herman Brumel Vani e Vitor Carmona Metestaine (trio de SP).
BORDERÔ:  4.681 torcedores para uma renda de R$ 39.989,00
LOCAL: Rei Pelé, em Maceió (AL).

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Avaí

 Veja também
 
 Comente essa história