Goleiro do Avaí acredita que o time foi superior no duelo deste sábado, na Ressacada Cristiano Estrela / Diário Catarinense/Diário Catarinense

Torcida lamentou a derrota do Leão da Ilha para o rival pela 24ª rodada da Série B do Brasileirão

Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense / Diário Catarinense

O Avaí jogou a maior parte do clássico no campo de ataque, com mais posse de bola, mas não conseguiu pontuar diante do Figueirense. O placar final foi de 1 a 0 aos alvinegros, em plena Ressacada. Apesar do resultado adverso, os jogadores do Leão não perderam a confiança adquirida pela sequência de nove partidas de invencibilidade, quebrada neste sábado. Para o goleiro Aranha, a equipe teve ótima atuação.

— Não faltou nada. Criamos oportunidades e o Figueirense praticamente não teve chance de gol, não fiz uma defesa. Controlamos a partida, mas tem dia que a bola não entra — pormenorizou Aranha, em entrevista à CBN Diário, na saída de campo.

O zagueiro Betão, que usou a tarja de capitão, também teve a mesma percepção no jogo. O Figueirense abriu o placar em pênalti no comecinho, o Avaí desperdiçou penalidade também no primeiro tempo e martelou por todo a etapa complementar, sem conseguir colocar a bola na rede.

— Nunca imaginamos essa derrota, entramos com espírito de vencer. Fizeram um gol logo no começo, e acho que fomos muito superiores em intensidade e em criação a partida toda. Mas não se explica. Acho que ainda assim estamos no caminho certo, ainda mais com a torcida reconhecendo nosso trabalho e força — disse o defensor.

O Avaí volta a jogar na Ressacada logo na terça-feira. Às 19h15min, o Leão encara o CRB, pela 25ª rodada. Os meias André Mortiz e o Renato estão fora, suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

Leia Mais

Figueirense dá o troco no Avaí e vence o último clássico do ano

Torcedor do Figueirense cai da arquibancada e sofre traumatismo craniano 

Alvinegros dançam o "créu" na Ressacada

 Veja também
 
 Comente essa história